Volvo fica mais perto do consumidor moderno com o lançamento do XC40 no Brasil

XC-40

Uma renovação da marca com carros mais modernos, design mais jovem e tecnologias que permitem maior conectividade entre o automóvel e seu dono. Esse é o caminho de uma nova imagem que a sueca Volvo vem traçando nos últimos anos, tanto com os lançamentos do XC90, em 2015, e do XC60, em 2017, quanto pelo jovem staff que atualmente dirige a montadora no país. Agora ganha reforço com o XC40, apresentado no início desta semana para a imprensa no Brasil.

 

 

Principal veículo da empresa neste ano, o XC40 vem completar a gama de SUVs da marca, categoria cuja demanda vem crescendo no mercado nacional, e o novo modelo dá sinais de que é uma aposta certeira da montadora: na Europa, onde foi lançado em setembro do ano passado, foi eleito o carro do ano no Salão do Automóvel de Genebra; no Brasil, as 70 unidades da versão First Edition colocadas para pré-venda esgotaram-se em 25 horas e as reservas já somam mais de 1.000 unidades. Cerca de 200 carros já chegaram ao país (são produzidos na fábrica de Ghent, na Bélgica) e o restante deve ser entregue até julho.

 

 

A estimativa de vendas do XC40 é chegar a 2.000 veículos até o final deste ano, segundo Luis Rezende, presidente da Volvo Cars Brasil, ou seja, o novo modelo pode vir a representar mais de 30% das vendas da Volvo no país, projetadas para cerca de 6.000 automóveis em 2018. “É um volume bem plausível de ser atingido, mesmo com as incertezas do país”, afirmou o executivo. Atualmente a liderança é do XC60, com perto de 2.400 unidades vendidas no ano passado, atingindo 60% do volume de vendas da marca no mercado nacional.

 

XC40 durante teste drive em Santa Catarina

 

Além de uma pegada descolada pelo design jovial e por ser o menor SUV da Volvo, o XC40 é atraente por seus recursos tecnológicos de conectividade e de direção semiautônoma. Ele vem com a plataforma CMA (Compact Modular Arquitecture), de veículos compactos da Volvo Cars, que será a base dos futuros veículos da série 40, o que inclui os totalmente eletrificados. A eletrificação é uma das prioridades da Volvo e segundo João Oliveira, diretor comercial da companhia, nessa plataforma já há um lugar específico para colocar as baterias. Ele estima que a curto prazo o modelo já deverá ser oferecido com motor híbrido e no futuro terá a versão 100% elétrico.

 

 

A CMA foi co-desenvolvida com a Geely, controladora da marca sueca, o que dá à fabricante a economia de escala necessária para esse segmento. O modelo carrega elementos da plataforma da Volvo usada nas linhas maiores, o que lhe permite agregar as soluções mais avançadas de conectividade.

O consumidor poderá optar por três versões: T4, T5 Momentum e T5 R-Design. A versão de entrada T4 tem motor 2.0 de 190 cv, tração 4×2 e será lançada somente em julho, com valor fixado em R$ 169.950. As versões T5 Momentum e T5 R-Design têm motor 2.0 de 252 cv, tração 4×4 e custarão R$ 194.950 e R$ 214.950, respectivamente. Todas têm câmbio automático de oito marchas.

Comparativamente, o XC40 é maior que seus concorrentes da mesma categoria, tem entre-eixos de 2,70 m; 1,86 m de largura; 1,65 m de altura; e 4,42 m de comprimento, o que além de proporcionar maior conforto interno aos ocupantes dá sensação de maior estabilidade na condução do veículo.

 

O XC40, montado sobre a plataforma CMA, deverá ser oferecido, a curto prazo, com motor híbrido e no futuro terá a versão 100% elétrico, disse João Oliveira, diretor comercial da companhia

As soluções de segurança são itens de série para todas as versões, como sistema de alerta de mudança de faixa, sistema que auxilia o condutor com frenagem automática para evitar e reduzir o risco de colisão contra veículos, pedestres e animais de grande porte à frente do carro, ou o sistema que ajuda os motoristas a evitar colisões com veículos que se aproximem vindos da pista contrária. Porém, a tecnologia de condução semiautônoma está presente somente na versão R-Design, mas pode ser adquirida como opcional nas duas outras versões por R$ 5 mil.

Com base em uma pesquisa com o consumidor para saber qual seu estilo de vida e o que ele gostaria de ter em um carro foram feitas inovações no espaço interno do veículo. Foram retirados os autofalantes das portas e desenvolvido um subwoofer ventilado a ar montado atrás do painel, liberando mais espaço no compartimento da porta para colocar objetos maiores, como notebooks ou tablets.

Foi projetado um revestimento especial, um carpete feito de garrafa pet reciclada, que ajuda a evitar que as coisas fiquem se movendo durante o trajeto ou façam barulho. Há também outros espaços para guardar objetos entre os bancos e uma lixeira especial, que pode ser removida para descartar o lixo. O porta-luvas ganhou um gancho para pendurar bolsa ou sacolas. No console central há um local especialmente pensado para guardar o celular e que também carrega o telefone via indução.

O motorista tem à sua frente painel de instrumentos de 12.3’’ e um display central touch-screen de 9’’ na vertical, que parece um tablet, o que torna mais fácil a navegação do GPS de série ou o entretenimento.

Entre outras facilidades, é possível bloquear ou desbloquear as portas pelo celular, dar partida remota para ligar a climatização de modo que o ar-condicionado refresque o ambiente antecipadamente, e abrir ou fechar o porta-malas por sensoriamento, passando o pé debaixo do para-choque (função Hands-Free).

“Com o XC40, a Volvo vai oferecer ao consumidor, pela primeira vez em sua história, três utilitários esportivos globais voltados ao segmento que mais cresce no mundo. Acreditamos que esse modelo será mais um sucesso da marca, pois traz soluções inovadoras e recursos que o posicionam acima de seus concorrentes, dimensões de um verdadeiro SUV, inovações em conectividade, o motor mais potente da categoria e novos sistemas de segurança oferecidos também no XC60 e XC90”, afirmou Luis Rezende.

Volvo Ocean Race

Para o evento de lançamento do XC40, a montadora aproveitou a etapa da Volvo Ocean Race que está em Itajaí (SC) por três semanas, para manutenção dos veleiros. Um XC40 vai partir junto com os velejadores no dia 22 de abril para fazer um trajeto por terra rumo à próxima parada da regata em Newport, nos Estados Unidos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta