Volvo faz sua primeira entrega de caminhões elétricos na Europa

caminhões 100% elétricos da Volvo

Dois caminhões 100% elétricos da Volvo, os primeiros a entrar em operação comercial regular, foram entregues pela montadora a dois operadores na Suécia.

O Grupo Renova, pertencente a dez municípios no oeste da Suécia, responsável pela coleta de lixo, resíduos e reciclagem nestes municípios, vai operar um Volvo FL Electric que tem um PBT de 16 toneladas. O outro Volvo do mesmo modelo foi entregue à TGM, empresa de transportes coligada à operadora logística DB Schenker.

Os caminhões Volvo FL Electric fazem parte de uma pré-série, desenvolvida em colaboração com clientes selecionados. A produção em série terá início no segundo semestre de 2019, com um número limitado de veículos para os mercados europeus.

caminhões 100% elétricos da Volvo

Além do Volvo FL Electric (para 16 toneladas) a produção em série também contemplará o modelo Volvo FE Electric com PBT de 27 toneladas.

Os motoristas dos novos caminhões elétricos passaram por treinamento e tiveram impressões muito positivas. “Eles ficaram especialmente impressionados com a resposta imediata do trem de força, com aceleração rápida e sem pausas, além do baixo nível de ruído”, assegura Roger Alm, presidente da Volvo Trucks

A ausência de ruído de motor e emissões de exaustão dos caminhões elétricos Volvo contribuem para melhores condições de trabalho para os motoristas e um ambiente urbano mais limpo e silencioso. “Nossa proximidade e colaboração com motoristas e clientes nos deu condições de desenvolver, em pouco tempo, soluções de transporte eletrificadas que atendem altos requisitos em desempenho, autonomia, manuseio de carga e operação do veículo”, afirma Alm.

O Grupo Renova também testou, em 2017, o primeiro caminhão de coleta de lixo autônomo da Volvo com potencial para uso em ambiente urbano. O projeto, desenvolvido junto com especialistas suecos em resíduos e reciclagem da empresa, teve por meta explorar como a automação poderia contribuir para melhorar a segurança no trânsito, aprimorar condições de trabalho e reduzir impactos ambientais.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta