Vendas de veículos importados recuam em setembro

vendas de veículos importados

Apesar da retração de 23,4 em relação a agosto último, quando foram vendidas 3.800 unidades, as vendas de veículos importados mantém alta de 30,9% no acumulado do ano, em comparação ao mesmo período (jan/set) de 2017.

Os números da Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) mostram também que o resultado de setembro deste ano é 22,4% maior em comparação a setembro do ano passado, quando foram emplacadas 2.379 unidades contra as 2.912 deste ano.

No acumulado, as associadas à Abeifa anotaram 27.761 unidades importadas licenciadas até setembro.

“O efeito eleições, a alta do dólar e o fato de setembro ter tido 19 dias úteis, contra 23 em agosto, influenciaram diretamente na queda de vendas. Esperamos que, no último trimestre do ano, o setor possa alavancar suas vendas, em especial no último bimestre quando as eleições já estiverem definidas”, explica José Luiz Gandini, presidente da Abeifa.

Para Gandini, “em novembro, com o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, o mercado deve reagir até porque as associadas à Abeifa vão mostrar muitas novidades e, aliado a isso, os dias que antecedem ao final do ano são mais propícios para a compra e venda de automóveis zero quilômetro”.

Participações

Em setembro último, o total de 2.912 unidades importadas da Abeifa significou 1,42% do mercado interno, que emplacou 204.733 automóveis e comerciais leves. Se considerado somente a importação total, as associadas à Abeifa responderam por 11,3% (do total de 25.767 unidades importadas).

Em outro cenário, de produtos nacionais fabricados por afiliadas à entidade mais o volume importado, as 16 empresas licenciaram 5.090 unidades licenciadas em setembro. Com esse total, a participação das associadas à Abeifa subiu para 2,49% do mercado interno de autos e comerciais leves (204.733 unidades).

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta