UPS investe em três simuladores de voo e em novo edifício para abrigá-los

UPS

A UPS anunciou a expansão de suas operações de treinamento de voo com a aquisição de três novos simuladores de voo e a construção de uma nova instalação para abrigá-los perto de seu hub aéreo internacional Worldport em Louisville, no Kentucky.

“Movida pelo comércio eletrônico, a UPS está em crescimento. Esses novos simuladores e o novo edifício são investimentos para garantir maior capacidade aérea aos nossos clientes em todo o mundo “, disse Brendan Canavan, presidente da UPS Airlines.

A UPS receberá os três novos simuladores integrais (full-motion) até o final de 2018: um simulador 747-400, um simulador 767 e um simulador MD-11. A empresa também receberá dois novos dispositivos de treinamento de tela sensível ao toque de Classe 4, para a nova frota de 747-8. Todos os dispositivos de simuladores foram criados pela CAE.

Em 2016, a UPS anunciou a compra de 14 aeronaves 747-8, e recentemente adquiriu mais aeronaves 767 que serão convertidas da configuração de passageiros para carga. A companhia também iniciou projetos de modernização de cabine para as aeronaves 757, 767 e A300 que irão melhorar a segurança, as opções de implantação e a vida útil dessas frotas.

“Estamos avançando com mudanças de infraestrutura estratégica para que nossos serviços expressos de transporte aéreo internacional tenham sucesso a longo prazo”, disse Canavan.

Os três novos simuladores ficarão abrigados em um edifício de pouco mais de 2 mil metros quadrados na área de Edgewood, em Louisville, adjacente ao Centro de Operações Globais da UPS Airlines, perto do Aeroporto Internacional de Louisville. A nova estrutura complementará as instalações de treinamento de voo existentes da empresa em Louisville e Anchorage, no Alasca, com 11 simuladores de voo completos para a companhia aérea.

O design do novo edifício inclui também um quarto compartimento de simulador para permitir crescimento, bem como espaço para escritórios. A construção iniciará ainda em 2017, com conclusão esperada para 2018. A UPS já possui o terreno onde o edifício será erguido.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta