Uber escolhe tecnologia Nvidia para impulsionar suas frotas autônomas

Uber escolhe tecnologia da Nvidia

A empresa de transportes Uber usará a tecnologia da Nvidia para o sistema de computação AI (Inteligência Artificial) em sua frota de veículos autônomos. Na conferência de imprensa inaugural da feira CES 2018 (Consumer Electronics Show), que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos, Jensen Huang, fundador e CEO da Nvidia, disse que a parceria utiliza a tecnologia Nvidia para as frotas do Uber Advanced Technologies Group, de carros autônomos e caminhões de carga, que, executando algoritmos de inteligência artificial, permite que os veículos percebam o mundo, prevejam o que acontecerá e rapidamente escolham o melhor curso de ação, mesmo em ambientes complexos.

“O futuro do transporte será transformado pelos serviços de mobilidade. Uma mobilidade conveniente e acessível, como um serviço, irá reformular as cidades e a sociedade e ajudará a apoiar o aumento de bilhões de pessoas na população mundial na próxima década “, disse Huang. “Os veículos autônomos são a tecnologia definitiva para tornar os serviços de mobilidade abrangentes. Estamos muito felizes em trabalhar com a Uber para realizar essa visão futurista”, acrescentou.

A Uber começou a trabalhar na tecnologia com carros autônomos no início de 2015 e lançou os primeiros testes da cidade em Pittsburgh, no outono de 2016, seguido por um segundo projeto piloto em Phoenix, que começou no início de 2017. Durante esse período, Ubers autônomos completaram mais do que 50 mil viagens de passageiros e registaram mais de 2 milhões de quilômetros autônomos.

O uso da tecnologia Nvidia pela Uber reflete a realidade de que os requisitos computacionais dos veículos autônomos são enormes. Tecnologias autônomas de carros e caminhões devem perceber o mundo através de altíssimas resoluções, câmeras em 360 graus surround e sensores Lidar para se localizar com precisão de um centímetro; detectar e rastrear outros veículos e pessoas e planejar um caminho seguro e confortável para o destino. Todo esse processamento deve ser feito com vários níveis de redundância para garantir o mais alto nível de segurança. As demandas de computação de veículos sem condutor são de 50 a 100 vezes mais intensas do que as encontradas nos carros mais avançados de hoje.

“Desenvolver veículos autônomos seguros e confiáveis ​​requer um sofisticado software de AI e uma GPU (unidade de processamento gráfico) de alto desempenho no veículo”, afirmou Eric Meyhofer, chefe do Uber Advanced Technologies Group. “A Nvidia é um fornecedor-chave de tecnologia para a Uber, pois trazemos carros e caminhões autônomos escaláveis ​​para o mercado”.

A Uber começou a usar a tecnologia de computação via GPU da Nvidia em sua primeira frota de testes do SUV Volvo XC90 e atualmente usa processadores Nvidia de alto desempenho para executar redes neurais profundas, tanto em carros semiautônomos como em carros autônomos. Com isso, o ritmo de desenvolvimento da frota da Uber aumentou potencialmente, com o último milhão de km autônomos conduzidos em apenas 100 dias.

1 Trackback / Pingback

  1. Uber escolhe tecnologia Nvidia para impulsionar suas frotas autônomas - Chico da Boleia

Deixe uma resposta