Trem autônomo e sem trilhos começa a operar na China

trem autônomo chinês

O novo veículo desenvolvido pela CRRC Corporation da China, um dos maiores fabricantes de trem do mundo, é apresentado como um “trem elétrico sem trilhos”.

O sistema de Trânsito Rápido de Trilhos Autônomas (ART) pode transportar até 300 passageiros em três carros a velocidades de até 70 quilômetros por hora.

O ônibus inteligente ou  ART (Autonomous Rail Rapid Transit ) segue um caminho pré-definido, guiado por trilhos virtuais – pontos brancos no asfalto que são  captados pelos sensores instalados no veículo. A ART é uma excelente opção para as pequenas e médias cidades que não podem se dar ao luxo de investir na infraestrutura necessária para ter um sistema de metrô.

O veículo opera como um VLT ou um bonde, mas como não há custo de investimento na colocação de trilhos ou eletrificação aérea, sua implementação é muito mais barata.

Este veículo também é livre de emissões, pois funciona com eletricidade.

Atualmente, suas baterias são capazes de viajar somente 15 quilômetros com uma única carga, mas podem ser recarregadas completamente em apenas dez minutos usando um ponto de conexão situado na parte superior do carro.

O conceito foi exibido pela primeira vez em junho de 2017 (veja máteria aqui), mas o sistema agora já está sendo testado pelas ruas de Zhuzhou, na província de Hunan.

A China está buscando uma variedade de caminhos diferentes em termos de transporte público.

A Corporação de Ciência e Indústria Aeroespacial do país está trabalhando em uma versão mais sofisticada do conceito Hyperloop, embora não haja nenhuma palavra sobre o desenvolvimento dessa iniciativa.

No ano passado, outra empresa chinesa revelou um conceito de ônibus elétrico com aparência futurista. Eles realmente construíram um protótipo funcional do sistema, mas o projeto falhou e terminou em um escândalo com várias prisões por “arrecadação de fundos ilegal”. O projeto foi descrito como “uma farsa desde o início”.

Felizmente, esse novo projeto tem um destino melhor. De qualquer forma, a China está rapidamente eletrizando sua indústria de transportes com ônibus e trens elétricos, independentemente de se combinarem ambos para fazer um híbrido.

As autoridades estão fazendo um grande esforço para estimular a adoção de veículos elétricos, que serão auxiliados pela maior estação de Supercharger do mundo, que a Tesla abriu em Xangai no início deste mês.

Não é segredo que a poluição é um grande problema na China, com a poluição do mar provando ter consequências particularmente significativas para as pessoas que vivem na região. No entanto, nos últimos anos, o governo comprometeu-se a fazer grandes mudanças para melhorar a situação.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta