Toyota e Subaru vão desenvolver plataforma conjunta para elétricos

Toyota e Subaru

Parceria entre Toyota e Subaru irá desenvolver uma plataforma para veículos elétricos de passageiros de médio e grande porte e também um modelo SUV elétrico classe C que será vendido por ambas as montadoras.

As empresas não dão detalhes sobre o projeto, mas indicam que os veículos irão incorporar a tecnologia de tração 4X4 da Subaru com o expertise da Toyota em eletrificação.

A plataforma será desenvolvida de forma a torná-la amplamente aplicável a vários tipos de veículos, incluindo sedans e SUVs de classe C e de classe D, bem como o desenvolvimento de modelos de veículos derivados.

A parceria entre as duas montadoras japonesas, que começou em 2005, ganha com este novo projeto, um novo capítulo.

A indústria automotiva está em meio a um processo de profunda e irreversível transformação, fato que ocorre uma vez em cada século. Os desafios tecnológicos e a revolução do CASE mobility (Connected, Autonomous, Shared and Electrified) tem remodelado o cenário e criado várias parcerias entre montadoras e, tanto a Subaru quanto a Toyota, acreditam que é necessário buscar um modelo de negócios que vá além das convenções, cruzando fronteiras industriais para compartilhar suas aspirações.

Nesta mesma linha de raciocínio, a Jaguar e a BMW também anunciaram um acordo para o desenvolvimento de tecnologias de acionamentos elétricos, enquanto a Ford e a VW estudam a parceria no co-desenvolvimento de veículos comerciais.

A fusão da FCA com a Renault, que acabou não se concretizando, é outro exemplo de como as montadoras estão movendo suas peças neste tabuleiro que vem transformando a indústria automobilística de uma forma e com uma rapidez jamais vista.

A mobilidade do futuro – moldada pela eletrificação, direção autônoma,  conectividade e compartilhamento –, está acirrando a concorrência e a busca de sinergia entre os players do setor pode remodelar o mercado e até, quem sabe, mudar o conceito de marca.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta