Tecnologia nacional da Eletra impulsiona e-Delivery

ambev usará o e-delivery

O e-Delivery – Emissão Zero, apresentado pela Volkswagen Caminhões e Ônibus marca um novo capítulo na história brasileira de transportes de carga por incluir a tecnologia da tração elétrica, que preserva o meio ambiente pela emissão zero de poluentes  e reduz o nível de ruído e os custos de manutenção.

A Eletra foi a parceira da MAN-Volkswagen neste projeto, responsável pelo powertrain de tração e integração dos sistemas. Foi um trabalho que envolveu toda a experiência das duas empresas, de um lado 20 anos desenvolvendo sistemas de tração elétrica para ônibus e de outro uma das maiores montadoras de caminhões do Brasil e uma das líderes mundial. O resultado não poderia ser diferente, um produto que reúne sustentabilidade com qualidade e confiabilidade.

O caminhão e-Delivery é um projeto brasileiro que envolve toda a cadeia nacional de componentes. O motor elétrico e inversor são da também brasileira WEG, uma multinacional com fábrica em vários países. Apenas as baterias não são produzidas no Brasil.

“Desenvolver, em tempo recorde o powertrain de tração elétrica para o novo modelo da Volkswagen Caminhões e Ônibus foi um desafio e uma grande satisfação, pois além do excelente resultado houve total sintonia entre as engenharias, deixando as equipes envolvidas orgulhosas e empolgadas para novos desafios, revela Iêda Maria Oliveira, gerente comercial da Eletra.

O caminhão e-Delivery tem autonomia de 100 a 200 km, dependendo da operação. O conjunto possui motor elétrico totalmente silencioso e produzido no Brasil, que gera potência nominal de 80 kW (cerca de 110 PS) e torque máximo de 493 Nm, alimentado por um banco de baterias de íons de Lítio de tração de 380 Volts com capacidade de 100Ah.

A bateria do e-Delivery tem um ciclo de vida de cinco anos e as recargas são feitas em média de três horas. Após este período de utilização, pode ser devolvida para a Volkswagen e será reutilizada em nobreaks por mais 25 anos. O conjunto elétrico possui ainda uma carga de oportunidade O próprio veículo conta ainda com um sistema de carga de oportunidade (recarga rápida), que dura 15 minutos e é feita com um carregador de menor potência.

No novo modelo as baterias também são recarregadas nas frenagens por meio de um sistema conhecido como Kers, sigla em inglês para sistema de recuperação de energia cinética. Quando o freio é acionado, o motor elétrico funciona como um gerador e a energia que seria desperdiçada na frenagem é reaproveitada e armazenada no banco de baterias.

 Tecnologia brasileira

Para desenvolver o powertrain do e-Delivery, a Eletra utilizou toda a experiência em veículos comerciais 100% elétricos. A empresa foi pioneira, em 2013, com o lançamento do E-Bus, primeiro ônibus elétrico brasileiro movido 100% a bateria.

Com sede em São Bernardo do Campo, SP, a Eletra é referência mundial na produção de veículos elétricos e diferentes tecnologias: Elétrico puro, com bateria; Trólebus (rede aérea); Híbrido (grupo motor gerador + baterias); Dual Bus – Híbrido, elétrico puro e Trólebus, que como elétrico puro, além de emissão zero, consome 33% menos energia, pela eficiência na frenagem regenerativa.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta