Startup chinesa inicia produção em massa de veículos de entrega autônoma

Neolix

Uma startup chinesa, a Neolix, anunciou a produção em massa de seus veículos de entrega autônoma afirmando ser a primeira empresa global a fazê-lo.

A linha de produção inicial da Neolix na cidade de Changzhou, no leste da China, tem uma capacidade anual de mais de 30 mil veículos, e a companhia planeja montar fábricas no exterior com parceiros quando as vendas aumentarem, declarou Yu Enyuan, fundador da empresa.

A Neolix está conversando com clientes em potencial em países como Suíça, Japão e EUA e tem como meta vendas anuais de cem mil unidades em cinco anos.

veículos de entrega autônoma

As metas ambiciosas do empresário tem respaldo de clientes de peso como a JD.com Inc., a maior empresa de e-commerce da China, com faturamento anual de US $ 96 bilhões (números de 2016) e a Huawei Technologies. A Neolix espera entregar mil veículos de entrega autônoma, que se assemelham a pequenas vans, no primeiro ano, à medida que se expande.

Yu, que anteriormente era um inventor de ferramentas inteligentes para o setor de logística, disse que a entrega de mercadorias é apenas o começo. No caminho, ele prevê frotas de robovans fornecendo tudo 24 horas por dia, sete dias por semana.

Sua confiança vem do boom do comércio eletrônico chinês que gerou gigantes como a Alibaba, que está avaliada em US $ 400 bilhões.

“Carros sem motorista vão mudar o mundo, assim como a mudança da carruagem para o automóvel”, disse Yu. “Eu tenho procurado algo que vale a pena lutar com tudo o que tenho e o que estou fazendo agora é isso.”

A Neolix vem testando mais de uma centena de veículos de entrega autônoma em áreas fechadas, como os campi chineses. Os veículos têm preço similar ao de um carro comum – um furgão da Neolix custa cerca de US $ 30 mil.

A limitação dos robôs de entregas da Neolix é a que um humano precisa estar presente para receber a encomenda ou o veículo tem que deixá-la em um local acessível e pré arranjado, como um armário no piso térreo. Uma solução proposta pela Ford é um pequeno robô que anda sobre duas pernas para levar o pacote do veículo até a porta.

Enquanto carros autônomos que transportam passageiros ainda enfrentam obstáculos regulatórios significativos, e o empresário diz que o caminho tem sido mais fácil para veículos de entrega não tripulados. As vans da empresa operam na nova zona econômica de Xiongan, a cerca de 100 quilômetros a sudoeste de Pequim, bem como em áreas limitadas da capital e da cidade de Changzhou.

“Queremos começar com o menor produto”, disse Yu. “Quando a ‘robotaxia’ realmente entra em nossas vidas diárias, talvez já tenhamos mais de um milhão de veículos de entrega autônoma em uso, e os fabricantes desses veículos serão um fator-chave por trás da tecnologia de condução autônoma.”

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta