De Amsterdã para São Paulo, um coworking que promove integração de inovadores

Spaces coworking

Sucesso inspira sucesso. Foi com esse pensamento que surgiu a Spaces – empresa de ambientes flexíveis, colaborativos e criativos de trabalho original de Amsterdã – que inaugura sua primeira unidade brasileira em 21 de junho, em São Paulo. Instalado em um prédio exclusivo de cinco andares na região de Pinheiros, o espaço é ideal para empresas de todos os tamanhos (incluindo empreendedores individuais) e tem o objetivo de transformar a maneira que as pessoas trabalham, por meio de um ambiente diferenciado que estimula o networking, a criatividade e o surgimento de novas ideias. Até o final de 2017, a empresa terá mais um espaço em São Paulo e outro no Rio de Janeiro.

Além do contato com inovadores e criativos brasileiros, os frequentadores terão acesso a mais de 20 mil membros da comunidade Spaces espalhados pelo mundo. Um dos principais diferenciais será o Business Club, que ocupará um andar inteiro. No ambiente, que funcionará como uma espécie de clube de negócios, serão realizadas ações para a integração dos frequentadores, como eventos, mesas-redondas, debates, keynotes, brainstorms, exposições e degustações. A ideia é promover o encontro de pessoas que possam compartilhar experiências e ideias diferentes e contribuir para os negócios umas das outras.

 

 

O clube também contará com um espaço de café, com várias opções de bebidas quentes à disposição, além de frutas e deliciosos doces e lanches saudáveis. O Spaces também pode hospedar drink parties, coquetéis, jantares da empresa e outros eventos, de acordo com a necessidade de cada cliente.

O local terá ainda um espaço “pet friendly” como opção para quem quiser levar seu animal de estimação. Além do ambiente dedicado ao trabalho, haverá também um espaço onde os bichinhos poderão brincar e repor as energias, bebendo água e comendo ração. No topo do prédio, a unidade conta ainda com um roof-top, onde os clientes poderão escolher trabalhar com uma vista privilegiada da cidade.

 

Enxergamos o Spaces como um lugar que oferece uma experiência completamente diferenciada para quem, como nós, quer construir algo novo. Muito mais do que um coworking onde as pessoas vão para trabalhar de forma tradicional, oferecemos a possibilidade de conhecer e se conectar com outras pessoas que tenham a inovação como core business, diz Otavio Cavalcanti, diretor da Spaces no Brasil.

 

O Spaces oferece: serviços de secretariado, negócios e escritório virtual, incluindo atendimento telefônico, suporte de secretariado, um assistente virtual pessoal e serviços de digitalização de email; serviços de correio e impressão; internet sem fio de alta velocidade e suporte de TIC. Além disso, os membros da comunidade Spaces têm a possibilidade de utilizar qualquer escritório da empresa no mundo, dependendo do plano de serviço que for contratado; e possuem acesso ao app Spaces, que oferece uma série de benefícios, como o acesso a toda a comunidade a partir de um toque.

A unidade em Pinheiros é a segunda do Spaces na América Latina – a primeira foi inaugurada na Cidade do México, em 2017. A empresa nasceu originalmente na Holanda, criada por Martijn Roordink, com a ideia de oferecer um espaço descontraído, que estimule a criatividade e a inovação, mas que também ofereça toda a infraestrutura necessária para estabelecer o funcionamento de um negócio, mas sem descapitalizar, com alto investimento em um escritório próprio. Hoje, são 55 centros em 46 cidades de 19 países na na Europa, Estados Unidos, América Latina, Austrália e Ásia..

A Spaces oferece um ambiente de trabalho inspirador para profissionais e empresas em crescimento. Ao lado de seus escritórios, as pessoas poderão encontrar outros associados e utilizar mesas de reunião que as ajudarão a pensar, criar e interagir com pessoas com a mesma mentalidade. A Spaces tem o objetivo de promover um clima que inspira o empreendedor, onde as ideias surgem, as empresas crescem e relacionamentos de valor são construídos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta