21 de abril de 2024

Sony e Honda querem criar empresa para fabricar EVs

Sony e Honda

A Sony e a Honda assinaram, em março, um memorando de entendimento para projetar e comercializar veículos elétricos juntas, com o objetivo de começar a vender veículos até 2025.

Agora, parece que as empresas planejam torná-lo um negócio separado. “Nós compartilhamos a visão de que é melhor tornar a joint venture independente, a longo prazo, em vez de colocá-la sob Sony ou Honda”, disse o presidente e CEO da Sony, Kenichiro Yoshida.

O executivo não forneceu mais detalhes, mas disse que é uma “possibilidade” que as empresas vendam uma participação na joint venture ou façam uma oferta pública inicial. “Espero poder falar um pouco sobre isso em algum momento no futuro próximo”, acrescentou. 

A Honda projetaria, fabricaria e comercializaria o primeiro modelo, com a Sony criando a plataforma de serviços de mobilidade. A ideia é casar a construção de carros e vendas da Honda com a experiência em infoentretenimento, dispositivos móveis. sensores de imagem além da criação de uma plataforma de serviços de mobilidade pela Sony.

“Embora Sony e Honda sejam empresas que compartilham muitas semelhanças históricas e culturais, nossas áreas de especialização tecnológica são muito diferentes”, disse o CEO da Honda, Toshihiro Mibe. “Portanto, acredito que esta aliança que reúne os pontos fortes de nossas duas empresas oferece grandes possibilidades para o futuro da mobilidade.”

sony e honda

A Sony já havia mostrado não apenas um, mas dois veículos elétricos de design próprio, o Vision-S EV e o SUV elétrico Vision-S 02. Quando apareceu pela primeira vez, o Vision-S era uma vitrine para todos os pontos fortes da Sony, com 33 sensores diferentes para tecnologia 360 Reality Audio, telas widescreen, direção autônoma e outros recursos. A Sony prometeu estrear uma nova empresa chamada Sony Mobility, mas parece que a aliança Honda servirá a esse propósito.

Já a Honda, no ano passado, anunciou planos para mudar toda a sua linha de veículos para EVs e veículos movidos a células de combustível até 2040. Como parte do plano, investirá US$ 40 bilhões e lançará 30 novos EVs até 2030 e a parceria com a Sony pode ajudá-la a atingir seu objetivo. Como está agora, a empresa tem apenas um EV, o Honda E .

sony e honda

A Sony lançou a parceria como uma tentativa de “encher o mundo de emoção através do poder da criatividade e da tecnologia”. Isso provavelmente significa interiores de alta tecnologia e sistemas de entretenimento sofisticados projetados para ajudá-lo a esquecer que está preso no trânsito da hora do rush. A empresa acrescentou que deseja criar um sistema de mobilidade “centrado em segurança, entretenimento e adaptabilidade”.

A empresa aparentemente acredita que outras empresas de tecnologia como a Apple podem em breve entrar na briga, e que os EVs se tornarão mais conectados, assim como os consoles de jogos ou o cachorro robô Aibo da empresa. “A mobilidade está se tornando mais um serviço”, disse Yoshida. “Queremos contribuir para a evolução da mobilidade fornecendo a base com funções de rede.”