Sob direção da GeoPost, JadLog cresce 20% em 2017

Jadlog

No primeiro ano de operação sob o controle da europeia GeoPost, a JadLog – empresa brasileira especializada no transporte de cargas expressas fracionadas – traçou um plano estratégico para o período de 2017 a 2020 que inclui a adoção de uma nova imagem corporativa e a decisão de investir R$ 50 milhões em 2018. Em janeiro deste ano, a GeoPost, uma das maiores empresas de distribuição de encomendas da Europa, controlada pelo grupo francês La Poste, anunciou a compra de 60% da JadLog.

O investimento de R$ 50 milhões vai ser direcionado ao aumento de eficiência da operação, ao lançamento de novos serviços na área de expedições internacionais, de um novo produto voltado ao e-commerce, criação de um portal de devoluções e o uso de um aplicativo para destinatários, além de investir em sistemas para facilitar a integração com os websites dos clientes e a automatização da operação.

A JadLog é especializada na movimentação de pequenas encomendas, de cargas de até 30 quilos, e um dos desafios é uniformizar o atendimento em todo o Brasil. A empresa planeja investir em soluções para triagem automática, o que inclui maquinário com capacidade de 10 mil encomendas triadas por hora (sorter automático de encomendas) – hoje a empresa realiza a metade disso com um processo semiautomático.

Já o serviço de expedições internacionais começou a operar em outubro passado, com a importação de mercadorias vindas, principalmente, da Europa e da Ásia e, a partir de março do próximo ano a empresa pretende oferecer um serviço de  exportação para seus clientes.

 

“Nosso plano estratégico vai nortear a empresa nos próximos anos e nos tornará referência nos mercados B2B (transações entre empresas) e B2C (transações entre empresa e consumidor) para encomendas até 30 quilos e vamos cumprir nossos planos com eficiência”, declara Olivier Establet, CEO da GeoPost em Portugal e presidente do Conselho de Administração da JadLog.

 

No segmento B2B a empresa vai investir em tecnologia, incluindo um aplicativo de entrega desenvolvido pela GeoPost, já usado na Europa, que permite ao destinatário acompanhar o status da encomenda em tempo real.

Os resultados desse plano estratégico já começaram a ser vistos neste ano. Segundo José Afonso Davo, CEO da JadLog, a empresa encerrará 2017 com um crescimento recorde de 20% e um faturamento da ordem de R$ 480 milhões. Boa parte dessa receita teve origem no movimento da Black Friday, que resultou na entrega de mais de 12,5 milhões de encomendas até novembro e levou a empresa a bater um recorde com mais de 76 mil encomendas entregues somente naquele dia. O objetivo da transportadora é ultrapassar R$ 1 bilhão em faturamento nos próximos três ou quatro anos.

A JadLog também quer iniciar em 2018 seu plano já anunciado para implantação do serviço chamado de Pickup, que permitirá a retirada das encomendas de e-commerce pelo consumidor em diferentes pontos de conveniência, de acordo com a sua localização e preferência. Esse serviço deverá ampliar a capilaridade da empresa. O Pickup já é usado por sua rede internacional DPDgroup na Europa, onde foram retiradas mais de 52 milhões de encomendas nas mais de 28 mil lojas da rede Pickup no ano passado. Segundo Establet, estão em andamento tratativas para credenciar a rede de estabelecimentos comerciais que vai operar o Pickup no Brasil. A vantagem para o lojista é atrair mais pessoas para seu ponto de venda, mas haverá também um fee por cada encomenda retirada.

Identidade visual

Uma nova imagem corporativa também foi adotada com o objetivo de fortalecer essa nova dinâmica operacional e reforçar a consolidação da marca como referência no segmento. O novo logotipo da empresa adota as cores do seu acionista majoritário, o DPDgroup.

A chegada da Geopost ao mercado brasileiro por meio da aquisição da JadLog foi a primeira aposta da empresa na América Latina. Segundo Establet, a performance destes primeiros meses ultrapassou todas as expectativas do sócio francês e o balanço é positivo. Pela previsão do executivo, com o crescimento da economia nacional os negócios B2C deverão superar, em breve, as transações B2B.

A JadLog trabalha com uma frota própria de 2 mil carros, além de 300 caminhões.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta