Scooter elétrica compartilhada, uma nova experiência em SP

Riba Share

Numa metrópole onde há motocicletas em profusão, uma nova experiência sobre duas rodas terá início na próxima semana, no dia 17 de dezembro.

Trata-se do aplicativo Riba Share, que oferecerá o compartilhamento de scooters elétricas para usuários de IPhone e Android que buscam mobilidade numa cidade de trânsito travado por natureza.

área de atuação da Riba Share

Por R$ 5,90 pelos primeiros dez minutos e R$ 0,59 o minuto adicional, condutores com carteira de habilitação A poderão usufruir da experiência por um perímetro que inclui os bairros Brooklin, Cerqueira César, Ibirapuera, Itaim Bibi, Jardim Europa, Vila Madalena e Vila Olímpia. Nestes locais, a empresa detém tecnologia para proporcionar acesso e obter a devolução das motos.

O usuário se habilita a usar o veículo informando via aplicativo um número de cartão de crédito, dados pessoais e o número da habilitação.

Checada e aprovada a ficha cadastral, a pessoa pode rodar com a moto por toda a cidade, desde que a devolução ocorra nos bairros previamente delimitados.

O motociclista receberá, no celular, o número da placa do veículo, cujas luzes de alerta piscarão para que se tenha certeza da motocicleta liberada.

No baú traseiro instalado nas motos, a empresa disponibiliza capacete de tamanho padrão. Todo sistema é rastreado em tempo real para se evitar vandalismo e roubo, entre outros sinistros possíveis em veículos compartilhados.  

O serviço começa na capital paulista com 50 motos. Fernando Freitas, CEO da Riba Share, projeta ampliar o serviço 200 scooters até o final do primeiro semestre do ano que vem.

Com bicicletas, automóveis e motos compartilhadas, São Paulo rapidamente acompanha as mudanças que o mundo da mobilidade prepara para uma nova era.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta