Scania já conta com 1.600 planos flexíveis ativos

Scania tem 1600 planos flexíveis ativos

Após nove meses do lançamento da manutenção com Planos Flexíveis, a Scania tem 1.600 contratos de manutenção flexível ativados no mercado nacional e, de acordo com Gustavo Andrade, gerente de portfólio de serviços da Scania no Brasil, a expectativa é fechar 2018 com 3.500 planos flexíveis ativos. “No futuro não teremos mais planos periódicos”, prevê Andrade. Ele estima um potencial de 50 mil veículos a serem conectados com a instalação do módulo em caminhões fabricados de 2012 a 2016.

Na visão de Oscar Jaern, diretor da Cavese, a concessionária deverá registrar este ano um aumento de cerca de 10% nas vendas de caminhões, para perto de 800 unidades

A montadora promete redução de até 16% no custo de manutenção com os planos flexíveis. Um dos motes dessa modalidade é a forma de cobrança, que é feita por quilometragem rodada – ou seja, se o veículo ficar parado não há cobrança – e também proporcionalmente a diferentes faixas de consumo de combustível, o que incentiva o frotista a reduzir o consumo para pagar menos. De acordo com Fábio Souza, diretor de serviços da Scania do Brasil, essa cobrança por quilometragem e de acordo com faixas de consumo nunca havia sido feita dentro da Scania mundialmente, foi uma inovação da Scania Brasil.

De acordo com Gustavo Andrade, gerente de portfólio de serviços da Scania no Brasil, a expectativa é fechar 2018 com 3.500 planos flexíveis ativos

Para auxiliar o frotista no aprimoramento do modo de condução de seus motoristas, a Scania criou o Driver Services, um programa com três bases fundamentais: o treinamento do motorista para uma condução econômica; o uso da ferramenta Driver Support, que fornece dados em tempo real sobre a forma como o condutor está dirigindo e indica opções para melhorar a forma de condução; e o Coaching para motoristas, um serviço que oferece orientação periódica com o objetivo de manter os aprendizados obtidos nas duas primeiras etapas. Para gerar todos esses dados, o caminhão precisa estar equipado com o Scania Communicator, que é o módulo instalado no veículo que transmite as informações como velocidade média e consumo.

Veja também

Cordenonsi adota serviços conectados da Scania e prevê crescer 15% ao ano até 2023

Com soluções Scania, Cordenonsi espera reduzir em 15% seus custos de operação

A concessionária catarinense Cavese, que atende à Cordenonsi, iniciou suas atividades em dezembro de 2015 e tem em sua carteira 330 contratos de manutenção ativos. A casa serve mais de 200 municípios da região com sete pontos de atendimento. O perfil dos transportadores que param em sua oficina são de cargas frigoríficas (65%), granel (25%) e leite (10%). O maior ponto da Cavese, em Cordilheira Alta, é uma instalação de 19 mil m2 de área total, inaugurada em setembro do ano passado após investimentos de R$ 1 milhão, com 32 boxes de serviço e 34 colaboradores.

Na visão de Oscar Jaern, diretor da Cavese, a concessionária deverá registrar este ano um aumento de cerca de 10% nas vendas de caminhões, para perto de 800 unidades.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta