Os cinco caminhões mais vendidos em 2018

Scania R 440

Pelo segundo ano consecutivo, o pesado Scania R 440 é o modelo mais vendido entre todos os caminhões comercializados no mercado nacional. Foram emplacadas 4.492 unidades do R 440 entre janeiro e dezembro de 2018, um volume 12,92% acima do total de 3.033 unidades registradas em 2017. O resultado é um recorde de vendas para um único modelo da montadora sueca. Pelo terceiro ano consecutivo, aparece como o modelo mais vendido no segmento de caminhões pesados.

Mas, apesar de sua performance extremamente positiva, esse sucesso de vendas da Scania está saindo de cena com a chegada da nova geração de caminhões da marca, apresentada no final do ano passado, e fica o suspense sobre qual modelo vai tomar o lugar de campeão. Da própria Scania, surgem candidatos da nova geração de motores, como os sucessores R 450/S 450, os R 540/S 540 e o R 500, que no final do ano passado foi objeto da maior venda da montadora para um único cliente, com a comercialização de um lote de 300 unidades do R 500 6×4 para a Amaggi, empresa que atua na área do agronegócio.

“Encerramos os pedidos da atual geração P,G e R em outubro e só estamos recebendo pedidos da Nova Geração, que será até 12% mais econômica. A partir de fevereiro de 2019, começaremos as entregas da ‘Máquina dos Sonhos’. Porém, não podemos deixar de falar do nosso caminhão mais vendido no Brasil, em nossos 61 anos, o Scania R 440. E ele encerra, de forma brilhante, a sua trajetória, por liderar de forma consecutiva os últimos três anos na categoria dos pesados. É um orgulho para a Scania ter um veículo que entregou tanto em rentabilidade, disponibilidade e conforto para o cliente. E, agora, ele deixa o caminho aberto para seus sucessores da Nova Geração com uma grande missão: entregar ainda mais rentabilidade. Vamos surpreender nossos clientes”, afirma Roberto Barral, vice-presidente de operações comerciais da Scania no Brasil.

Em outubro de 2017, o Scania R 440 tornou-se o modelo mais comercializado em toda a história da montadora no Brasil e ultrapassou o lendário T 113 H 4×2 360 – produzido de 1991 a 1998 – que ocupava o posto de caminhão mais vendido na história da montadora, com um total de 19.314 unidades comercializadas. No balanço do R 440, de janeiro de 2012 a dezembro de 2017, foram 27.758 mil unidades emplacadas.

Mercado cresceu 46,79%

O mercado nacional de caminhões mostrou recuperação em 2018 e atingiu 76.431 veículos licenciados, um crescimento de 46,79% sobre as 52.068 unidades do ano passado. A indústria do segmento pode beneficiar-se de um início de recuperação da economia e da boa safra agrícola, que este ano novamente promete movimentar as vendas do setor.  

Os concorrentes

Os quatro primeiros lugares da lista dos caminhões mais vendidos no ano passado foram ocupados por veículos do segmento de pesados. Vale destacar que, com exceção do primeiro lugar, houve mudança representativa de posições no ranking TOP 5 em comparação ao ano passado. A Volvo subiu do quinto posto para ocupar a segunda e a terceira posições. O Volvo FH 540 foi o segundo caminhão mais vendido em 2018, com 4.188 carros emplacados e o FH 460 foi o terceiro mais demandado, com 3.195 unidades licenciadas.

Em 2018, a Mercedes-Benz alcançou o quarto lugar, com seu pesado Actros 2651, que teve 3.058 unidades licenciadas, e a Volkswagen figurou em quinto, com o semipesado 24.280, que teve 2.917 emplacamentos. A Mercedes não figurava entre as marcas dos cinco modelos mais vendidos em 2017 e a Volkswagen detinha à época o segundo, terceiro e quarto lugares. 

A Mercedes-Benz, que lidera em vendas o mercado nacional de caminhões, encerrou 2018 com participação de 29,16% no total emplacado (22.290 caminhões), seguida de perto pela Volkswagen, que fechou o ano com market share de 24,57% (18.780 veículos).

O ranking TOP 5 do portal FutureTransport tem o objetivo de mostrar quais foram os modelos de caminhões mais procurados pelo mercado, independentemente do segmento e da aplicação de cada veículo, e toma como base o levantamento feito pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta