Rio terá melhor infraestrutura para veículos autônomos

infraestrutura para veículos autônomos

O Mobile World Congress, encontro que ocorre até amanhã (1/3) em Barcelona, Espanha, reunindo empresas e especialistas em inovação, vislumbra os novos sistemas 5G que vão deixar as pessoas cada vez mais conectadas.

De veículos conectados e de casas inteligentes a vídeos holográficos, tudo depende do desenvolvimento de sofisticados ecossistemas 5G para que os consumidores possam se beneficiar de um mundo verdadeiramente compartilhado.

As redes 5G estabelecem novos padrões para conexões wireless com alta velocidade, grande largura de banda e baixa latência, com o pico da taxa de downlink de 20 Gbps, suporte para um milhão de dispositivos por Km² e latência de até 0.5 ms.

A 5G promete uma conexão melhorada entre as pessoas e a Internet das coissas (Iot), aumentando o potencial para o número de dispositivos que podem estar conectados e a quantidade e o tipo de dados que podem ser compartilhados entre eles.

Estima-se que dentre poucos anos, cerca de 30 bilhões de objetos e veículos possuam Iot, causando uma revolução sem precedentes na maneira como o homem vive e lida com as coisas ao seu redor.

Entre as muitas novidades da feira na Espanha, destaca-se o lançamento de um dispositivo pela empresa chinesa Huawei capaz de suportar o padrão de telecomunicação 3GPP para a 5G. O equipamento prepara o cenário para a próxima geração da conectividade wireless.

“A tecnologia 5G suportará o próximo salto para um mundo inteligente, onde pessoas, veículos, lares e dispositivos estarão totalmente conectados, fornecendo novas experiências, conclusões e capacidades”, disse Richard Yu, CEO do Huawei Consumer Business Group.

No Brasil, a Huawei também prepara a introdução de novas tecnologias. Em parceria com a Telefônica, a empresa assinou um acordo para garantir acesso à tecnologia de rede 4.5G nas cidades do Rio de Janeiro, cidade que observou grande melhoria nas redes de Telecom devido aos recentes eventos esportivos de escala global, além das cidades de Bogotá e Monterrey, na América Latina.

“O 4.5G (chamado pela empresa de Evolution) é um dos principais passos no caminho para a 5G”, afirma Juan Carlos García, diretor Global de Tecnologia e Arquitetura da Telefônica. “As redes comerciais vão levar a melhor experiência aos nossos clientes.”

Já Edward Deng, presidente da Conta Global da Telefônica na Huawei, comentou que o lançamento do 4,5G é um grande passo para a etapa seguinte. “O 4.5G Evolution ajudará a Telefônica a melhorar seus negócios ao introduzir tecnologias 5G.”

O 4,5g também possibilita o surgimento de alguns serviços relacionados à Internet das coisas, pois permite mais capacidade de rede e menor latência, que é o tempo de resposta.

A evolução para o 4,5G é fundamental para que as operadoras preparem suas redes para o 5G, e então, sim, quando mais maduro, o 5G permitirá uma realidade de carros autônomos, pois terá uma latência baixíssima e o core da rede será inteligente.

A tecnologia 4,5g está pronta é disponível, e a Huawei já lançou diversos produtos para 5G. Porém, o Brasil ainda precisa melhorar em algumas áreas para explorar todo o potencial de 5G. Por exemplo, um adensamento maior no número de sites (ERB) e maior oferta de espectro.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta