Renault Kwid terá versão 100% elétrica a partir de 2019

Renault K-ZE

A Renault apresentou no Salão de Paris, que acontece na cidade até o dia 14 de outubro, um Kwid totalmente elétrico.

Batizado de Renault K-ZE, o veículo foi desenvolvido como parte de uma nova joint venture com a parceira da Renault, Nissan e Dongfeng Motor Group, para a construção de veículos elétricos para a China, onde o K-ZE será produzido, provavelmente a partir de 2019.

Com uma autonomia de 250 quilômetros, o veículo, segundo Carlos Ghosn, CEO da Renault, oferecerá um nível mais alto de recursos como ar-condicionado, uma grande tela sensível ao toque, câmera traseira e sensores de estacionamento, além de navegação e serviços conectados.

Renault K-ZE

“Este é um produto muito forte e vamos competir”, disse Ghosn. “Estamos começando com a China, mas o escopo será global”, completou.

 A Renault planeja vender 550 mil carros na China até 2022, sob os planos estratégicos da Drive the Future. No ano passado, a empresa vendeu cerca de 72.000 veículos, acima dos 35.000 em 2016.

Renault K-ZE

A Renault planeja lançar três EVs e nove novos carros em geral até 2022. O governo chinês quer aumentar a produção anual de veículos de energia nova – termo usado pela China para veículos elétricos a bateria, híbridos plug-in e veículos com célula de combustível – para dois milhões de unidades até 2020. Esses automóveis devem representar mais de um quinto do total de vendas até 2025, de acordo com o mais recente plano da indústria automobilística divulgado pelo Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação. No ano passado, cerca de 25 milhões de carros foram vendidos na China.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta