Depois da França, Reino Unido também irá banir os motores a combustão

Venda de carros novos movidos a gasolina e a diesel será proibida no Reino Unido

O Reino Unido anunciou nesta semana que a venda de carros novos movidos a gasolina e a diesel será proibida a partir de 2040.

A proibição faz parte de um plano de tirar os veículos movidos a gasolina ou a diesel completamente de circulação até 2050, segundo afirmou o secretário britânico do Meio Ambiente, Michael Gove. A decisão segue anúncio semelhante, feito no início de julho pelo governo francês.

O governo britânico tem sido pressionado a tomar medidas para reduzir a poluição do ar depois que Alta Corte de Londres intimou o governo a fixar novos limites para as emissões de poluentes. O Reino Unido, ao lado da França, faz parte de uma lista de países que receberam advertência da União Europeia pela má qualidade do ar.

Um relatório do Royal College of Physicians (Colégio Real de Médicos) no ano passado estimou que a poluição do ar causou 40 mil mortes prematuras por ano com um custo associado de 20 milhões de libras (US$ 26,2 milhões).

O Reino Unido planeja investir mais de 800 milhões de libras (US$ 1,05 bilhão) em tecnologia sem motor a combustão e com zero emissão e tem planos para investir 246 milhões de libras (US$ 322,5 milhões) em pesquisas e desenvolvimento de baterias.

O projeto inclui também cerca de 255 milhões de libras (US$ 334,3 milhões) em recursos para as autoridades locais minimizarem as emissões de NO2.

O plano britânico vem a público dias após a BMW confirmar que o Mini, produzido na sua planta em Oxford, será totalmente elétrico a partir de 2019. O carro do modelo mais convencional da marca, o Cooper, terá um conjunto de propulsão elétrico importado da Alemanha.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta