Polícia Ambiental paulista receberá 18 drones e 141 novas viaturas

A Polícia Ambiental do Estado de São Paulo vai receber 18 drones para intensificar a fiscalização de ocorrências em áreas de mata fechada e com difícil acesso em Unidades de Conservação e parques do Estado. A entrega dos 18 drones para a Polícia Ambiental foi autorizada nesta sexta-feira (07/06) pelo Governador João Doria.

Além de intensificar o monitoramento em áreas de difícil acesso, os drones deverão representar uma economia com a redução dos sobrevoos com helicópteros, que custam, por hora, cerca de R$ 6,8 mil. Os equipamentos já estão sendo distribuídos para os gestores dos parques. “Como o drone é dotado de câmeras, o operador está vendo imediatamente toda infração que estiver sendo feita. A velocidade do drone também permite que possamos agir de maneira mais rápida. E o drone não precisa de toda a logística de um helicóptero para levantar voo”, explicou Marcos Penido, Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente. “O drone atua de uma maneira muito mais ágil e garante toda a ação da fiscalização”, complementou.

Segundo informação da assessoria de imprensa do Governo, os drones também serão relevantes para o Sistema Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais conhecido como “Operação Corta Fogo”. No período de junho a outubro, quando ocorre a estiagem, diversos órgãos como a Fundação e o Instituto Florestal, Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental e Defesa Civil Estadual atuam na prevenção, controle, monitoramento e combate a incêndios em áreas de mata.

18 drones para a Polícia Ambiental
Drone Phantom 4 Pro V2

Dos 18 aparelhos, 15 são do modelo Phantom 4 Pro V2 e três do modelo Matrice 200, com hélices e baterias sobressalentes que dão autonomia operacional de uma hora, softwares para processamento digital das imagens (modelo 3D) e câmera termal para voo noturno.

A solução tecnológica custou aproximadamente R$ 900 mil e foi adquirida pela Fundação Florestal por meio da Câmara de Compensação Ambiental, que recebe e analisa as propostas de aplicação de recursos provenientes da compensação ambiental de empreendimentos e atividades cujo licenciamento esteja condicionado à apresentação e aprovação de Estudo de Impacto (EIA/RIMA).

Novas viaturas

Foi autorizada também a compra de 141 novas viaturas para a Polícia Ambiental para reforçar a frota durante o patrulhamento ambiental em todo o Estado de São Paulo.

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente investiu R$ 16,8 milhões na aquisição dos veículos. “O investimento é integralmente público. Não há, neste caso, investimento privado”, afirmou o Governador. “É um investimento, na semana do Meio Ambiente, para a proteção ambiental”, acrescentou Doria, ao citar os R$ 23,6 milhões empregados na aquisição de equipamentos e veículos.

Dos 141 veículos, 100 são do modelo Fiat/Palio e 41 do tipo pick-up modelo Toyota Hylux, que possuem valores unitários de R$ 97,2 mil e R$ 173 mil, respectivamente. As empresas vencedoras da licitação têm até o mês de outubro deste ano para entregar as viaturas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta