15 de agosto de 2022

Cidade de Gênova testa aplicativo que conecta todos os modais do transporte urbano

360Pass da Hitachi

Sem fila para comprar passagens de transporte público e sem necessidade de baixar diferentes aplicativos para planejar sua viagem. Esta é a proposta da cidade italiana de Gênova para tornar sua rede de transporte público mais inteligente, mais previsível e mais atraente para as pessoas.

Com o uso de tecnologia da Hitachi, o 360Pass usa inteligência artificial e sensores Bluetooth para conectar todo o sistema de transporte público de Gênova e tornar as viagens o mais perfeitas possível, limitando seus custos.

A Hitachi saudou o serviço como “o primeiro do mundo em mobilidade inteligente” e disse que poderia melhorar o transporte urbano em outras cidades ao redor do mundo.

O 360Pass da Hitachi é o resultado de uma parceria com a Prefeitura de Gênova e a operadora de transporte público da cidade AMT em um piloto de seis meses que começou em 9 de maio, usando a marca local GoGoGe.

App da Hitachi em Gênova integra ônibus, metrô, e-scooters, compartilhamento e até vagas de estacionamento

360Pass da Hitachi em Genova

A abordagem multifuncional 360Pass aproveita o poder dos computadores para sugerir a jornada mais inteligente em todas as opções de mobilidade.

Os roteiros propostos incluem alternativas de transporte público e privado, como serviços de compartilhamento de carros elétricos, e-scooters e até vagas de estacionamento.

A oferta abrangente visa ajudar a resolver o “problema da primeira e última milha”, que é a distância que um viajante precisa percorrer de uma parada de trânsito até seu destino, ou vice-versa.

O “problema da primeira e última milha” é considerado um dos desafios mais prementes enfrentados pelo transporte público e, de acordo com a Agência Europeia do Meio Ambiente, a chave para o transporte urbano sustentável.

O aplicativo 360Pass da Hitachi também elimina os bilhetes em papel e a necessidade de validá-los a bordo.

Sensores habilitados para Bluetooth simplesmente identificam quando os passageiros embarcam, bem como quando desembarcam, permitindo o pagamento sem usar as mãos e calculando automaticamente “a tarifa mais barata possível” no final do dia.

Com a parceria da Hitachi em Gênova, os usuários podem fazer viagens multimodais ilimitadas a uma tarifa diária máxima equivalente a três viagens.

“Pela primeira vez, os passageiros podem planejar e acessar a viagem multimodal mais conveniente pela tarifa mais barata, sem tirar o telefone do bolso”, disse Alessandro de Grazia, responsável pela emissão de bilhetes inteligentes da Hitachi Rail.

A suíte de mobilidade inteligente da Hitachi também cria um “gêmeo digital” de toda a rede de transporte da cidade, para dar às operadoras visibilidade em tempo real do tráfego, congestionamento, aglomeração ou falhas nos serviços.

Como é o deslocamento diário com o aplicativo 360Pass?

Com o aplicativo da Hitachi em Gênova, os usuários informa seu destino final e o app identifica o itinerário mais eficiente, com todos os modos de transporte mapeados em tempo real.

Também mostra a maneira mais eficiente de chegar à primeira parada, como caminhar ou andar de scooter, e alerta os usuários sobre a lotação de um ônibus ou metrô.

360Pass da Hitachi em Genova

A Hitachi diz que o recurso de monitoramento de congestionamento, que usa televisão de circuito fechado e ferramentas de inteligência artificial para contar o número de pessoas a bordo, busca equilibrar o número de passageiros em todos os serviços e aliviar a ansiedade sobre espaços lotados, que aumentou desde o início do Pandemia do covid19.

No ônibus ou no metrô, os usuários recebiam relatórios e notificações ao vivo, incluindo lembretes para a próxima parada.

Ao descer do ônibus, os nós Bluetooth registrariam o final de sua jornada e, se necessário, forneceriam instruções para o próximo modo de transporte público ou sugeririam uma alternativa, como uma scooter elétrica disponível nas proximidades.

Em complemento ao aplicativo, a suíte Lumada Intelligent Mobility Management, também projetada pela Hitachi, oferece aos operadores de transporte público a capacidade de conectar, dimensionar e otimizar toda a rede de transporte da cidade em tempo real e planejar futuras atualizações.

Alessandro de Grazia salientou que a tecnologia respeita integralmente o Regulamento Geral de Proteção de Dados, que impõe proteções estritas de privacidade quando se trata de coleta de dados na UE.

“Passamos muito tempo trabalhando para cumprir o regulamento”, disse ele.

O aplicativo também inclui um aviso onde os usuários podem decidir se desejam compartilhar seus dados com a rede ou não.

“Quando vemos uma viagem, vemos apenas um token, não vemos quem é: nenhum cartão de crédito, nenhuma informação. Nós apenas vemos o fluxo do movimento”, disse de Grazia.