Novos ônibus da Volvo começam a operar em Bogotá

Os novos ônibus da Volvo, entregues para operadores do sistema BRT Transmilenio, começaram a rodar em Bogotá, capital da Colômbia. São 202 articulados e 134 biarticulados de um total de 700 unidades, o maior negócio de BRT da marca na década, fechado em novembro do ano passado.

Alexandre Selski, novos ônibus da volvo começam a operar em Bogotá

Ao todo, a Volvo vendeu 402 biarticulados e 298 articulados no processo de renovação da frota da capital colombiana. “Os chassis estão sendo produzidos no Brasil e encarroçados pela Superpolo na Colômbia. As entregas estão sendo feitas em lotes e prosseguem até o próximo ano”, assegura Alexandre Selski, diretor de vendas estratégicas da Volvo Buses Latin América.

Os novos ônibus estão preparados para ativação do sistema de controle automático de velocidade da Volvo que se utiliza da conectividade para limitar automaticamente a velocidade máxima do ônibus em pontos críticos de segurança.

“Usando um sistema de geolocalização, essa tecnologia pode reduzir a velocidade do veículo próximo a escolas e hospitais e dentro de terminais de passageiros, por exemplo. Tudo é feito remotamente, sem a ação do motorista”, diz Mario Correia, gerente comercial da Volvo Buses Colômbia.

Conectividade

Além do sistema de limitação automática de velocidade, os veículos contam também com um sistema de monitoramento por telemetria em tempo real, que acessa dados de aceleração, frenagem, velocidade e consumo de combustível. Além disso, a tecnologia possibilita também a ativação do I-Coaching, uma espécie de treinador virtual de motoristas, que melhora a qualidade da operação do transporte.

Ganhos ambientais

Os novos ônibus Volvo do Transmilenio possuem um sistema de filtro de materiais particulados, o que os torna muito mais limpos do que os veículos das gerações anteriores. É a primeira vez na América Latina que circulam veículos equipados de fábrica com esta tecnologia. O ganho ambiental para a população é grande, pois eles têm altíssima eficiência. Comparando com os veículos atuais da cidade (padrão Euro II), a redução chega a 96% em materiais particulados.

“Com essa tecnologia, nossos motores emitem apenas 4 mg/kWh, equiparando-se, em particulados, ao que exige a norma Euro 6, assegura Mario Correa. “Além disso, o BRT de Bogotá utiliza Biodiesel B10 oriundo de Palma, muito mais limpo, o que ajuda a reduzir ainda mais as emissões”, afirma. “A operação do Transmilenio é extremamente severa, com alta demanda. Isso requer tecnologias ambientais realmente comprovadas na realidade de Bogotá”, completa André Marques.

Transmilenio

Operando desde 2001, o Transmilenio é um dos principais BRTs do mundo, sendo considerado um dos mais avançados sistemas organizados de transporte coletivo já criados. O sistema transporta atualmente 2,5 milhões de passageiros por dia em Bogotá e região metropolitana. Com os novos veículos, a capacidade do Transmilenio aumenta em 25%.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta