Novo Citroën Jumpy chega ao mercado com preço a partir de R$ 79.990

Novo Citroën Jumpy

A Citroën dá o primeiro passo em sua ofensiva no mercado brasileiro de utilitários leves e lança em outubro o novo Citroën Jumpy, um furgão que, segundo a empresa, é referência de conforto, versatilidade, robustez, capacidade de carga e economia.

Um modelo desenvolvido a partir de uma experiência de mais de 80 anos da marca na produção e comercialização de veículos utilitários leves, sempre oferecendo soluções modernas e criativas para cada tipo de utilização, informa a Citroën

O novo Citroën Jumpy chega ao Brasil com o seguinte currículo: são mais de 600 mil unidades já comercializadas em todo o mundo e diversos prêmios conquistados na Europa.

Segundo a Citroën, graças à sua nova plataforma modular, o Citroën Jumpy se beneficia de uma arquitetura otimizada para oferecer desempenho, conforto e segurança acima da média em seu segmento. O veículo incorpora as últimas tecnologias de assistência à direção.

Destinado a um amplo público de profissionais (das áreas de construção, entregas urbanas, empresas de serviços, e-commerce e pequenos negócios), o modelo estará disponível em duas versões de acabamento, permitindo que cada profissional escolha seu veículo conforme suas necessidades ou ramo de atividade.

Além disso, disposta a assegurar total transparência e tranquilidade a seus clientes, a marca cria o Compromisso Citroën Pro, um ambicioso plano destinado a oferecer um serviço de Pós-venda moderno, exclusivo e competitivo, acrescenta a montadora.

De acordo com a fabricante, o Citroën Jumpy tem design com linhas fluidas e modernas, um estilo cheio de caráter, ao mesmo tempo enérgico e reconfortante. E conta com uma série de características que beneficiam a operação de transporte:

  • uma modularidade inédita no segmento com o Moduwork, que permite o levantamento do assento do passageiro lateral contra a divisória e abrir um volume com assoalho plano de até 4 m de comprimento útil; além disso, sua mesa escrivaninha orientável e os suportes de tablet e smartphone o transformam em um verdadeiro escritório móvel;

 

  • uma arquitetura eficiente, adaptada a todas as necessidades a serviço da funcionalidade, da praticidade e da ergonomia; sua plataforma modular assegura uma carga útil de 1.500 kg e um PBT total de 3.200 kg; oferece um compartimento de carga de 6,1 m³, podendo chegar a até 6,6 m3 com o Moduwork;

 

  • uma grande compacidade de carroceria, com 5.309 mm de comprimento, 2.204 mm de largura e um entre-eixos de 3.275 mm; sua altura, limitada a 1,93 m, lhe permite acesso a garagens subterrâneas, como estacionamentos de shoppings, aeroportos e estacionamentos privativos;

 

  • a porta lateral deslizante com 935 mm permite acesso fácil ao compartimento de carga e o carregamento de empilhadeiras;

 

  • uma posição de dirigir sobrelevada e relaxante, muitos porta-objetos no interior e um tratamento acústico associado a um conforto de rodagem otimizado;

 

  • incorpora tecnologias que tornam a vida mais fácil, tais como ESP (controle de estabilidade), Hill Assist (assistente de partida em rampas), limitador e regulador de velocidade, ar condicionado, volante com regulagem de altura e profundidade, retrovisor com ajuste elétrico, banco do motorista com regulagem de altura;

 

  • capacidade de transporte de três pessoas com todo conforto e segurança;

 

  • motorização 1.6 Diesel Blue HDi de última geração com 115 cv de potência máxima a 3.500 rpm e um torque de 30 kgfm a 1.750 rpm;

 

  • uma caixa de câmbio manual de 6 marchas, um conjunto de suspensões adaptado à realidade local, e uma direção precisa e progressiva;

 

  • níveis de consumo e de emissões de CO2  com etiqueta A no programa Etiqueta Nacional de Conservação de Energia do Inmetro, com o motor mais econômico de sua categoria, de acordo com a Citroën;

 

  • muitas possibilidades de transformações da carroceria para atender às necessidades de todos os tipos de negócio, como os segmentos de logística, food truck, serviços médicos (ambulância e remoções), acessibilidade e escolar.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta