Novo Actros: o caminhão inteligente da Mercedes-Benz

Amarilis Bertachini, de Iracemápolis – Dizem que nada é tão bom que não possa ser melhorado. Foi o que aconteceu com o Novo Actros da Mercedes-Benz. Esse extrapesado, que já tinha fama de ser um gigante nas estradas, entra agora em uma nova geração com mais tecnologia embarcada, novos recursos de conectividade e as promessas de redução de até 12% no consumo de combustível, em relação à versão atual, e de economia nos gastos com manutenção preventiva e itens de desgaste que pode chegar a R$ 6 mil por ano.

As primeiras unidades do Novo Actros deverão ser entregues no início de 2020 e o modelo será o principal destaque da montadora na Fenatran (Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas), que acontece de 14 a 18 de outubro, em São Paulo.

“Tudo mudou para melhor: o volante, o banco, a cama, o design, o espaço interno, os porta-objetos, o acabamento. A nova cabine do Actros segue o conceito dos automóveis da nossa marca”, ressalta Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Em 2020 vamos entregar o caminhão mais inteligente, conectado, eficiente e seguro do país. É o primeiro caminhão digital do Brasil, inaugura uma nova era no segmento dos extrapesados, o mundo 4.0 dos caminhões. Todas essas tecnologias são um grande passo em direção ao caminhão autônomo”, acrescenta.

Para comprovar seu desempenho, o veículo rodou mais de 4 milhões de quilômetros de testes pelas vias do país e no Campo de Provas da Mercedes-Benz em Iracemápolis, no interior de São Paulo. “Isso nos deu a certeza de que o caminhão experimentou toda a diversidade e a severidade do transporte brasileiro, antes de ser comercializado”, afirma.

Novo Actros

A perspectiva de gastar menos com combustível e manutenção é certamente o que mais vai chamar a atenção dos potenciais compradores do Novo Actros dispostos a pagar mais por um modelo que dar retorno com maior rendimento e menor custo operacional. Para atingir essa meta, a Mercedes-Benz colocou uma série de novos itens e características que deverão entregar os resultados prometidos, como a redução de 50% nas paradas programadas para manutenção, um ganho de 20% na troca de óleo e do filtro lubrificante e uma diminuição de 15% no tempo de manutenção preventiva, graças ao rolamento do eixo que é livre de manutenção.

Entre as inovações que contribuem para a redução de 12% no consumo de combustível, a montadora desenvolveu um piloto automático que agora é preditivo(PPC – Predictive Powertrain Control) e monitora a forma de condução do motorista.

“O motorista não precisa acelerar nem frear o caminhão, só controlar o volante, é como se fosse um avião, o motorista põe no piloto automático preditivo e fica no comando da tecnologia”, destaca Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing da Mercedes-Benz do Brasil. O sistema tem as principais rotas do país mapeadas, inclusive com detalhes da topografia. Isso, além de reduzir o risco de acidentes, permite identificar a topografia do trajeto com 2 km de antecedência, o que possibilita prever a forma de dirigibilidade nos próximos quilômetros. Por exemplo, quando há subidas ou descidas o sistema consegue monitorar a aceleração e a frenagem e faz as trocas de marchas de forma correta e econômica.

O modelo ganhou suspensão metálica chamada Global TufTrac, desenvolvida para o mercado brasileiro, que tem parte da estrutura em borracha que dá conforto similar à pneumática. É a primeira vez que a Mercedes-Benz emprega essa suspensão em um modelo de sua marca no Brasil. O veículo também recebeu um novo câmbio totalmente automatizado, o G291 da geração Powershift 3, com 12 marchas, e um novo eixo traseiro (New Final Drive), que por ser mais leve reflete em uma tara menor do caminhão, o que significa maior capacidade de carga líquida. O Novo Actros suporta composições de até 74 toneladas. Outro novo recurso é o suspensor do terceiro eixo trativo (Disconnected Liftable Tandem – DLT), que agora atende a caminhões 6×4 com freio a tambor.

Cabine desenhada para o Brasil

Philipp Schiemer assinala que o Novo Actros tem sangue e alma brasileira, como é o caso da nova cabine, totalmente redesenhada para a realidade do país. Internamente, ganhou mais altura para dar maior conforto ao motorista que pode até ficar em pé em seus 1,84 metros de altura. A nova cama é removível e suas novas medidas oferecem dez centímetros a mais no comprimento e 15 cm na largura. O piloto pode contar com uma geladeira de 25 litros, tipo gaveta.

“Quando entrar na cabine do Novo Actros, o motorista vai se surpreender. Desenhamos uma cabine muito mais interativa e conectada”, diz Roberto Leoncini. Isto porque, além de mais espaço interno, a cabine do novo caminhão tem dois painéis digitais – um multimídia digital e um multifuncional touch screen – sistema para espelhamento do celular e um nicho dedicado à recarga do celular sem fio, por indução.

Mas é o projeto da aerodinâmica da cabine que contém detalhes que também ajudam na redução do consumo de combustível, como os defletores frontais que conseguem dispersar melhor o ar e evitam que as laterais do veículo fiquem sujas. A frente está com aletas que ajudam na refrigeração do motor e na dispersão do ar. Os defletores traseiros têm duas versões, uma especialmente projetada para operações de transporte de grãos e outra para o transporte logístico.

Segurança inteligente

Com a fama de caminhão inteligente, o Novo Actros quer mostrar ganhos também no quesito segurança. Tem embarcado o Assistente Ativo de Frenagem (ABA 5), que identifica obstáculos e veículos parados à frente do caminhão e avisa o motorista que é preciso frear, o que já existe no Actros atual. Porém, no novo modelo há inovações: o sistema detecta também pedestres em movimento à frente do caminhão, emite o alerta para o motorista e, se não houver reação, o assistente toma sozinho a decisão de frenagem e consegue parar 100% o veículo, desde que esteja a uma velocidade de até 50 km/h. A solução envolve um radar posicionado no centro do para-choque dianteiro e a montadora adicionou uma câmera de alta precisão no para-brisa que trabalha em conjunto com o radar e tornou a ferramenta mais precisa. “O Novo Actros será o único caminhão de série no mercado brasileiro que freia sozinho. A partir de 2020, todos os Actros sairão da fábrica para os clientes equipados com o ABA.

Vamos ajudar a evitar acidentes e preservar vidas”, anuncia Philipp Schiemer.

O novo modelo manteve outras tecnologias ligadas à segurança já disponíveis no Actros, como Assistente de Ponto Cego, Assistente de Fadiga, Programa Eletrônico de Estabilidade (ESP), Controle de Proximidade e Assistente de Faixa de Rolagem.

Conectividade com novos aplicativos

Em termos de conectividade, a Mercedes desenvolveu ferramentas que possibilitam aos motoristas ficarem conectados em tempo real com o gestor da frota, com o operador logístico, com o cliente onde a carga vai ser descarregada, com a rede de 180 concessionárias e também para poderem falar com suas famílias e amigos, com recursos que minimizam o risco de distração.

Foram criados também quatro aplicativos para motoristas e frotistas interagirem e que podem ser acessados pela tela touch screen do novo veículo: Jornada da Estrada, Liga na Estrada, Vehicle Lens e Mercedes Club. (veja vídeo abaixo)

As novas soluções incluem o Mercedes-Benz Uptime, que monitora o caminhão em tempo real e avisa se o veículo precisa executar alguma manutenção, e a plataforma de logística Habbl que coloca o motorista em comunicação com o embarcador para troca de informações sobre sua jornada de trabalho. “O sistema Mercedes-Benz Uptime trabalha com Inteligência Artificial, proporciona ações preditivas à distância e evita paradas não programadas. Vai ser uma revolução”, avisa Philipp Schiemer.

Novas potências em 2020

“O Actros foi evoluindo a partir de interações com os clientes. Quando lançamos o Actros 2651, em 2015, dissemos que ele foi desenhado pelo mercado e temos muito orgulho em dizer que hoje este modelo está entre os cinco mais vendidos do mercado brasileiro. Aprendemos que para acertar temos que ouvir as estradas e entregar o produto desejado”, relata o presidente da montadora. Este ano, a empresa comercializou até agora cerca de 3 mil unidades do Actros 2651.“Mas o Novo Actros vai além do que os clientes nos pediram. Desenvolvemos uma solução completa para o futuro do transporte”, declara o executivo.

De acordo com Schiemer, o Novo Actros faz parte de um investimento de R$ 1,4 bilhão que está inserido no ciclo de investimentos da Mercedes-Benz no Brasil, em andamento de 2018 a 2022. “Isso também demonstra a segurança do grupo Daimler no mercado brasileiro de caminhões”, diz. 

A linha Actros será formada por três novos caminhões: os cavalos mecânicos 2045 4×2 (com a entrada do Actros na categoria 4×2), 2548 6×2 e 2648 6×4. Por um tempo ainda não definido, será mantido o Actros 2651 6×4. O motor OM 460 do Actros passou por melhorias de componentes e de performance, e ganhou duas novas potências: 450 e 480 cv e permanece o motor de 510 cv.

“Quando assumi a Mercedes-Benz do Brasil, em 2013, sabia que teria muito trabalho para colocar a Mercedes-Benz de novo em primeiro lugar no coração dos clientes. O maior desafio era estabelecer a Mercedes-Benz como referência no tão disputado mercado de caminhões extrapesados, cheio de competidores competentes. Depois de seis anos de muita dedicação, está chegando a tão esperada reta final”, declara Philipp Schiemer.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta