Cummins nacionaliza produção de turbocompressores Heavy Duty

turbocompressores Heavy Duty

A partir de uma encomenda do grande cliente Scania, a Cummins Turbo Technologies decidiu nacionalizar a produção de turbocompressores Heavy Duty para motores diesel. Para isso, desenvolveu em sua fábrica de Guarulhos uma nova linha de produção com grande participação de engenheiros brasileiros.

Antes importados de unidades da empresa no mundo, agora toda a montagem dos turbocompressores passa a ser feita na Grande São Paulo, com parte dos componentes sendo fornecidos por empresas que atuam no Brasil. A nacionalização permite a montadoras atenderem requisitos para aprovação do Finame.

Com uma linha que alia robótica ao trabalho humano, de concepção simples e ágil, a nova linha dará a Cummins capacidade de produzir 44 mil unidades de turbocompressores por ano para caminhões do segmento extrapesado.

Com o investimento total de US$ 600 mil, a linha Heavy Duty da fabricante de turbos Holset foi inaugurada oficialmente nesta quinta-feira (14/09), A nova linha complementa a gama Light Duty e Mid Range, ampliando a capacidade produtiva em 50%.

Toda a montagem dos turbocompressores obedece a padrões rigorosíssimos de controle de qualidade, pois equipam caminhões sofisticados vendidos no mercado nacional e latino-americano, onde a Cummins atua no after market.

Pela importância do projeto, cada etapa da linha de montagem fui cuidadosamente estudada e desenvolvida para se obter padrões de excelência com os quais a Cummins é reconhecida nos vários segmentos em que atua.
.
Por isso, a nova linha segue o modelo de produção que a companhia busca globalmente, com tecnologias que integram o conceito da Indústria 4.0, ou seja, automação com ‘zero defeito’ para atender às exigências dos clientes, diferenciar e destacar a empresa nos mercados onde atua, ou seja, automotivo, mineração, construção, agrícola, entre outros.

 

“Nosso objetivo é aumentar as oportunidades para o segmento dos pesados, oferecendo produtos com a qualidade Holset já reconhecida no mercado brasileiro, redução de custos para novos e atuais clientes, além de localização”, diz Ellen Costa, líder de vendas de aftermarket da Cummins Turbo Technologies para América Latina.

 

“Trata-se de uma linha modular que permite operar com flexibilidade os diversos estágios da montagem”, diz Pedro Pellegrini, gerente de manufatura da Cummins Turbo Technologies.

Além da participação dos profissionais brasileiros, a concepção do projeto contou com um trabalho integrado da engenharia de manufatura global com expertise em design de produção.

Entre as tecnologias que suportam o novo processo de manufatura da gama Holset Heavy Duty, estão o braço robótico no sistema de medição de ângulo para garantir a montagem perfeita das peças que integram o turbocompressor no motor.

Também existem os sensores de alimentação e coletas de peças que asseguram o uso os componentes corretos e dedicados para a construção da peça. Amigável, a nova linha da CTT traz imagens em 3D não só do produto, como também do processo de montagem, com exemplificações para auxiliar o trabalho do colaborador.

“São diversos os controles de prevenção e de detecção, tais como câmeras, leitor QR Code em todos os processos, além de um banco de dados armazenados em um servidor virtual com gerenciamento da linha que permite qualquer integrante do time da CTT acessar o sistema de produção e logística, com a vantagem do trabalho integrado”, diz Diego Henrique Pedroza, engenheiro de Manufatura da CTT.

Além de ergonômica, para atender aos elevados padrões da fabricante, com proteção dos maquinários e ausência de pontos de prensagem, a nova planta foi projetada com ruídos abaixo de 80 decibéis para o conforto e segurança dos operadores.

De acordo com a Cummins, a capacidade de 44 mil turbos por ano da nova instalação Heavy Duty da CTT chega para ampliar em 50% a produção atual da fabricante Holset que atualmente produz a gama Light Duty e Mid Range de turbocompressores; juntas as linhas têm capacidade de 150 mil turbos por ano.

No total, 10 unidades Heavy Duty foram produzidas na nova planta, sendo que a previsão Cummins Turbo Technologies é iniciar a produção oficial a partir do ano que vem. “Neste segundo semestre, nosso foco é desenvolver mais três part numbers para ampliarmos as opções de produtos para o segmento de pesados”, acrescenta a líder. Os novos turbos nacionais Holset Heavy Duty trazem tecnologia wastegate que atende às especificações dos clientes e ainda proporciona baixo custo operacional.

Estabelecida em 1987, a planta da Cummins no Brasil fornece turbos Holset para toda a América do Sul. A fábrica atende aos mais diversos clientes nos canais OEM e pós-vendas, além de oferecer atendimento por meio dos Distribuidores Cummins e Independentes espalhados por toda a região.

A CTT também está presente nas concessionárias dos principais fabricantes de veículos do país, com foco em aplicações semileves, leves, médias, semipesadas e pesadas. Atualmente, atende aos mercados de caminhões/ônibus (On-highway), máquinas agrícolas/construção (Off-highway), aplicações industriais, marítimas e geradores e mineração.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta