Mobileye apresenta tecnologia que reduz em 95% a chance de colisão

mobileye 360

A Mobileye, an Intel Company, uma startup israelense, desenvolvedora de visão artificial, machine learning, análise de dados, localização e mapeamento de tecnologias para os Sistemas de Assistência Avançada ao Motorista (ADAS) e soluções de condução autônoma, lança oficialmente sua marca no país, durante a Fenatran 2019 e apresenta ao mercado a tecnologia Mobileye 630. 

A tecnologia Mobileye está integrada em mais de 40 milhões de veículos de diferentes modelos nas principais montadoras do mundo, e aos sistemas já existentes para gestão de frotas. Instalado no painel do veículo, o visor  do Mobileye 630 emite sinais de alerta ao calcular potenciais riscos, entre eles: o impacto em outro veículo, o cruzamento de pedestres e ciclistas, ou ainda a saída do motorista das faixas que delimitam o sentido das estradas e rodovias. Ao receber o alerta, o condutor conquista um tempo de reação, seja diminuindo a velocidade, freando ou desviando do obstáculo.

Com capacidade para identificar formas, veículos e pedestres, além de texturas – como  internos e externos captados por meio de uma câmera instalada no parabrisa do veículo.  O Mobileye 630 previne 90% dos acidentes decorrentes de falhas humanas e que causam, anualmente, 1,5 milhão de mortes e deixam 50 milhões de feridos em estradas no mundo.

“A Fenatran é a principal vitrine para o setor de transportes voltado ao segmento de frotas. É uma grande oportunidade para apresentarmos a tecnologia de prevenção de colisões da Mobileye”, afirma Celso Gitelman, CEO da FFTech, representante oficial e exclusivo da Mobileye, an Intel Company, no Brasil.

Duranter o evento, a empresa apresenta também o dispositivo Mobileye 8 Connect, que prevê colisões e cria mapas de alta definição das ruas e estradas. É uma tecnologia que tem o intuito de preparar as cidades para o carro autônomo.

Direcionado para veículos de grande porte como ônibus, o Mobileye Shiled+  também é um produto do portfólio da Mobileye. O dispositivo funciona por meio de sensores instalados na parte frontal e em pontos estratégicos do ônibus, cobrindo pontos cegos, e fornecendo avisos para a prevenção de colisões. Ao analisar situações multivariáveis e interagir com os motoristas por meio de alertas, o sistema calcula ainda a distância mais segura para prevenir impactos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta