Metra investe em frota de ônibus com tecnologia limpa

tecnologias limpas

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a região do ABC paulista, em São Paulo, melhorou a qualidade do ar nos últimos anos. Em contribuição para essa melhoria, a Metra Transportes, operadora exclusiva do transporte de passageiros por ônibus do corredor metropolitano ABD (São Mateus-Jabaquara) e a sua extensão (Diadema-Brooklin), tem investido em uma frota composta por veículos não-poluentes, com tecnologias limpas como trólebus, híbridos e elétrico puro.

Segundo Maria Beatriz Setti Braga, diretora da Metra, a luta por um ar mais limpo deve ser de toda a sociedade mundial, pois não adianta alguns fazerem sua parte e outros não. “Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, cerca de 50 mil pessoas morrem anualmente no Brasil em decorrência de problemas causados pela poluição do ar. Nossa obrigação é pensar e por em prática soluções para ajudar na melhoria da qualidade do ar. A nossa companhia, além de ter veículos movidos a combustíveis não-poluentes, investe no plantio de árvores no Corredor Verde, por onde nossos ônibus trafegam”, ressalta a executiva.

O relatório da OMS revela que a poluição está relacionada a vários problemas de saúde, como AVC (acidente vascular cerebral), câncer do pulmão, infecções agudas do sistema respiratório e pneumonia, entre outros. Um dos grandes vilões é a exposição ao material particulado, poeira imperceptível, com grande impacto sobre a saúde. Ela pode estar presente na fumaça dos escapamentos de ônibus, carros e caminhões, na queima de biomassa ou nos processos industriais.

“Temos que olhar as informações com muita preocupação e analisar que existem fatos bons que devemos destacar. O dado alarmante é que nove em cada dez pessoas do mundo respiram ar com altos níveis de poluentes e aproximadamente 7 milhões morrem todos os anos no planeta em função da poluição do ar. No Brasil, o relatório realça que as cidades do entorno de São Paulo, como Diadema, São Bernardo e Cubatão, e nas quais nossos ônibus trafegam, melhoraram a qualidade do ar nos últimos anos. Temos certeza que os ônibus com tecnologias amigáveis colaboram para esse resultado, visto que, no geral, os veículos pesados são os que mais poluem o ar. No nosso caso, trabalhamos para ser reconhecidos como uma empresa limpa e não-poluente”, explica a executiva.

Com frota operacional de 250 veículos, a Metra possui unidades de última geração e com tecnologias que beneficiam os usuários e contribuem para a sustentabilidade do corredor, com redução da emissão de CO2. Conhecida por sua frota verde, formada predominantemente por trólebus, que não emite nenhum poluente no meio ambiente, e veículos híbridos, a empresa é pioneira na adoção de tecnologias sustentáveis. “Esse conceito reforça a posição de liderança e demonstra que, com um posicionamento focado na preservação ambiental, é possível oferecer transporte público com o mais elevado padrão de excelência”, destaca Maria Beatriz. 

Preservação ambiental

Além do investimento na renovação, modernização e aquisição de veículos com emissão zero de CO2, a Metra também mantém o Corredor ABD totalmente arborizado, com árvores como o manacá da serra, que são reconhecidas por sequestrar o gás carbônico da atmosfera.

Esse foco da empresa na preservação ambiental motivou a criação de programas e ações para a conscientização da sociedade e também motivou os próprios colaboradores a atuar na manutenção e embelezamento dos corredores, com o plantio de árvores ao longo dos 33 quilômetros do corredor ABD. Com esse projeto, de 2008 até hoje, os colaboradores voluntários já plantaram mais de 15.000 árvores, que neutralizam a emissão de CO2 lançado na atmosfera pelos ônibus e outros veículos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta