17 de abril de 2024

Mercedes-Benz quer ônibus neutros em CO2 até 2030

e-Citaro ônibus neutro em CO2

A Daimler Buses quer oferecer veículos neutros em CO2 em todos os segmentos na Europa e América Latina até 2030 e vender apenas veículos totalmente elétricos para ônibus urbanos na Europa. Para conseguir isso, haverá uma nova série e atualizações para os modelos existentes.

A Daimler Buses planeja lançar o primeiro ônibus intermunicipal totalmente elétrico a partir de 2025 e ônibus movidos a célula de combustível a partir do final desta década. Isso foi anunciado durante o “Daimler Buses eMobility Days”. A montadora também conta com a estratégia dupla com baterias e hidrogênio.

Oberwörder - ônibus neutros em CO2 até 2030

“Como principal fabricante de ônibus do mundo, nossa ambição é clara: queremos contribuir para o combate às mudanças climáticas e ser um impulsionador da reviravolta do transporte necessária para conseguir isso”, diz Till Oberwörder, chefe da Daimler Buses.

“Para isso, estamos buscando uma estratégia clara de eletrificação e estamos colocando ônibus com tecnologias alternativas de acionamento em produção em série”. O executivo anunciou que a Daimler Buses só oferecerá veículos novos neutros em CO2 no segmento de ônibus urbanos na Europa o mais tardar a partir de 2030 e não investirá mais no Euro VII: “Estamos concentrando nossos investimentos em um segmento de ônibus urbanos puramente elétricos na Europa”.

Montadora também quer criar infraestrutura de carregamento

estação de recarga Daimler - ônibus neutro em CO2
Nova estação central de carregamento elétrico para o Mercedes-Benz eCitaro com acionamento totalmente elétrico na fábrica de ônibus de Mannheim, potência de conexão de 1,2 megawatts, quatro vagas de estacionamento para carregamento via cabo, pantógrafo e trilho de carregamento..

A Daimler Buses também quer apoiar seus clientes na eletrificação das garagens. Como parte de sua oferta de serviços, a Daimler Buses atuará no futuro para oferecer infraestrutura elétrica completa aos clientes. Até agora, a empresa apenas prestava assessoria nesta área, e os próprios clientes tinham que encomendar a instalação – é aqui que a nova oferta pretende simplificar significativamente a questão das infraestruturas para os clientes.

“Temos uma visão holística da eletrificação e vamos muito além do próprio veículo. Fornecemos aos nossos clientes mobilidade elétrica em regime ‘chave na mão’, o que significa que eles obtêm de nós todos os módulos necessários para um serviço de ônibus elétrico em funcionamento”, diz Oberwörder. “Fornecemos os ônibus, planejamos a infraestrutura necessária, bem como a gestão da cobrança, gerenciamos a conversão da garagem e treinamos a equipe. Nosso objetivo é que a eletromobilidade se torne uma realidade cotidiana no negócio de ônibus.”

Chassis elétrico para a América Latina

A Daimler Buses está impulsionando a eletrificação em todo o mundo: a produção do primeiro chassi de ônibus puramente elétrico a bateria da Daimler Buses para a América Latina e mercados na região da Oceania, que foi especialmente adaptado às necessidades locais, começará este ano. O chassi eO500U, com autonomia de cerca de 250 quilômetros, será fabricado em São Bernardo do Campo (SP) e é baseado na tecnologia do eCitaro.

A Mercedes-Benz do Brasil já recebeu 100 pedidos de chassis. As entregas estão previstas para o final de 2022 e o início de 2023.

A partir do final de 2022, o eCitaro e o chassi eO500U serão equipados com uma nova geração de baterias, fornecida pela empresa Akasol, que promete aumentar a autonomia dos veículos.