Mercedes-Benz lança Vito elétrico na Alemanha

Mercedes-Benz evito

Mais que um veículo, o eVito incorpora o conceito holístico da mobilidade elétrica, onde a conectividade e os serviços decorrentes dela geram inteligência e possibilidades de agregar receita recorrente, tanto para a montadora quanto para o cliente.

Durante evento realizado em Berlim, a Mercedes-Benz anunciou que o Vito será o primeiro modelo da linha comercial com acionamento elétrico. O eVito já está disponível para encomendas com as entregas previstas para começar no segundo semestre de 2018.

O novo veículo tem uma autonomia de cerca de 150 km, velocidade máxima de até 120 km / h, carga útil de mais de 1000 kg e volume de carga de até 6,6 m3

“O eVito é o ponto de partida e será seguido pela nova geração da Sprinter e do Citan”, diz Volker Mornhinweg, chefe da Mercedes-Benz Vans.

O foco da montadora não está apenas na eletrificação, mas também em um ecossistema tecnológico adaptado especificamente às necessidades comerciais dos clientes.

O novo eVito é o primeiro veículo de produção a ter sido desenvolvido usando essa abordagem estratégica.

O Citan, resultado da parceria entre a Daimler e a Aliança Renault-Nissan, também terá uma versão eletrificada

“Estamos convencidos pela necessidade de movimentação elétrica em nossas vans, especialmente em aplicações no centro da cidade. Dito isto, a eletrificação da frota comercial não é um fim em si, mas segue os mesmos princípios que um impulso clássico quando se trata de rentabilidade. Com nossa iniciativa eDrive @ VANs, mostramos que apenas soluções de mobilidade holística que se estendem para além da própria unidade apresentam uma alternativa real para clientes comerciais”, acrescentou Volker.

Na visão da montadora, a eletrificação da frota, para competir em igualdade de condições com o clássico motor de combustão interna, precisará de mais do que os parâmetros econômicos certos, como o custo de compra e operação dos veículos. Tão importante quanto a perspectiva de custo total de propriedade é a integração de uma infraestrutura de cobrança robusta, bem como um serviço abrangente e gerenciamento de manutenção.

Segundo a Mercedes, quando se trata de custos operacionais, o eVito fica em pé de igualdade com a versão a diesel.

O maior preço de compra é compensado por menores custos de energia e manutenção, além de economias de impostos. Um pré-requisito é o quadro apropriado, como o preço atraente da eletricidade.

 

Os rápidos desenvolvimentos em tecnologia de bateria prometem que, no futuro, os veículos a energia elétrica serão amortizados mais rapidamente do que aqueles com motores convencionais e oferecerão benefícios comerciais e ambientais distintos.

A estratégia de mobilidade elétrica da Mercedes-Benz Vans baseia-se nas cinco pedras angulares: um ecossistema holístico, expertise industrial, rentabilidade, co-criação e transferência de tecnologia

A montadora está buscando soluções de sistemas totais sob medida, com base em pareceres especializados. O diálogo entre clientes e os especialistas da Mercedes-Benz Vans permitirá a adaptação individual de conceitos operacionais para atender às necessidades do setor, tamanho da frota e perfil de condução, bem como os pré-requisitos estruturais para a criação de uma infraestrutura de cobrança dedicada nas instalações da empresa.

Para a Mercedes os diversos tipos de negócios e serviços, seja ele e-commerce, correio ou o transporte público ou privado de pessoas exigem soluções muito diferentes.

O uso de soluções de conectividade específicas para veículos elétricos, bem como conceitos de financiamento e mobilidade também será abordado nas fases iniciais de planejamento.

Co-criação de clientes um novo ponto focal de desenvolvimento

A eletrificação da linha do modelo é acompanhada por uma mudança de paradigma no desenvolvimento, com a co-criação do cliente no centro das atenções.

Por exemplo, os clientes estratégicos, como o provedor de serviços de logística, Hermes e seus requisitos específicos, estão integrados diretamente no desenvolvimento contínuo dos veículos e serviços elétricos.

A Hermes e a Mercedes-Benz Vans desenharam um modelo de cooperação no início deste ano e iniciarão uma fase piloto em Hamburgo e Stuttgart no início de 2018.

A frota elétrica, que será usada para entregas de encomendas, será posteriormente lançada para outras áreas urbanas e atingem um total de 1.500 Vito e Sprinter elétricos até 2020.

A cooperação estratégica também inclui trabalhar em conjunto para gerar um conceito para uma infraestrutura de cobrança eficiente nos centros de logística de Hermes e serviços de TI para otimizar o controle da frota eletrificada.

Além disso, todo o processo de entrega será acelerado através de sistemas automáticos de espaço de carga que facilitam o carregamento e a descarga automáticos de pacotes.

“Os resultados da co-criação de clientes para a última milha podem ser transferidos para outros setores. No final do dia, todos os clientes podem se beneficiar dessa transferência de conhecimento e tecnologia”, explica Volker.

A montadora estima um investimento de 150 milhões de euros para a eletrificação de sua linha comercial nos próximos anos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta