Mercedes-Benz apresentará novos serviços na Fenatran

Em um mercado retraído e altamente competitivo, fidelizar clientes tem sido um dos principais focos da área de veículos pesados da Mercedes-Benz no Brasil. E como manter o frotista, ou o caminhoneiro autônomo, fiel à marca? Aumentando o portfólio de serviços de pós-venda e a qualidade do atendimento da rede concessionária de forma a elevar a disponibilidade dos veículos, assegurando a rentabilidade da operação para os frotistas. O cliente satisfeito volta.

“Para a Mercedes-Benz, investir em peças e serviços é tão importante quanto investir em produtos. Fazemos ótimos caminhões e ótimos ônibus, mas também temos ótimos serviços para oferecer a nossos clientes. Queremos que eles encontrem em nossa rede segurança e tudo o que eles utilizam para seus negócios”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas, marketing e peças e serviços caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. O importante, segundo ele, é “desenvolver produtos e serviços cada vez mais eficientes, que tragam economia, redução de custos operacionais e produtividade, com a rentabilidade desejada e a qualidade e a segurança da nossa marca”.

Foi com essa visão que a montadora divulgou hoje (02/08) uma prévia do que vai apresentar na Fenatran 2017, o Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas, que acontece em outubro, em São Paulo (SP).

É claro que algumas novidades a empresa guardou para revelar somente durante a Fenatran, mas o foco no segmento de peças e serviços já foi antecipado, com destaque para uma nova funcionalidade do sistema FleetBoard, chamada de Telediagnose; a criação da Oficina de Alta Performance, os chamados Serviços Dedicados e o desenvolvimento de kits de peças genuínas Mercedes-Benz definidos por segmento.

Telediagnose

Para os clientes que já têm o sistema de gestão de frota e rastreamento FleetBoard ativado, ou para os que desejarem ativar, já que os veículos saem de fábrica com essa solução, a fabricante adicionou uma nova funcionalidade que identifica eventuais falhas durante a operação do caminhão. Chamada de Telediagnose, essa função identifica ocorrência de problemas em diversos módulos do caminhão, como motor, câmbio, embreagem e freio. O monitoramento é contínuo, 24 horas por dia, sete dias por semana, e as falhas são classificadas de acordo com a gravidade. O sistema, então, comunica as falhas ao gestor da frota, por meio da Central de Relacionamento com o Cliente, na unidade da empresa em Campinas, São Paulo, e propõe uma solução imediata que preserve o veículo, o que pode ser o envio do mesmo a um concessionário mais próximo do ocorrido. Se o cliente concordar, a própria Central já faz a intermediação com o concessionário mais próximo, informando previamente todos os dados do caminhão.

Oficina de Alta Performance

O conceito de Oficina de Alta Performance (OAP) foi criado para aumentar a produtividades das oficinas e elevar a qualidade do atendimento da rede de concessionárias, proporcionando maior disponibilidade do caminhão para o cliente.

“A grande vantagem para o cliente é mais agilidade no atendimento e na execução dos serviços, liberando o veículo o mais rápido possível para sua atividade de transporte. Isso resulta ainda em melhor custo/benefício para o cliente, assegurando a rentabilidade desejada”, afirma Silvio Renan, diretor de peças e serviços ao cliente da Mercedes-Benz do Brasil.

Serviços Dedicados

Já a Oficina Dedicada é um serviço realizado dentro das instalações dos clientes e inclui mecânico do concessionário, estoque de peças na estrutura da empresa de transporte e a prestação de serviços. O concessionário cuida da manutenção da frota para o cliente. Outra vantagem é a redução de custos para o operador porque não é necessário deslocar os veículos e seus motoristas até o concessionário para manutenções e reparos.

Já aderiu a essa modalidade a Raízen, uma das principais fabricantes de etanol de cana-de-açúcar do país e exportadora de açúcar de cana. A empresa tem oito Oficinas Dedicadas em suas unidades, operadas por concessionários Mercedes-Benz.

Kits genuínos

No quesito partes, a Mercedes decidiu agrupar as peças genuínas, para facilitar a aquisição pelo cliente, por segmento de perfil de operação, como, por exemplo, madeireiro, graneleiro ou canavieiro. Além de simplificar o momento da aquisição, comprando o kit o frotista economiza até 15% do custo em relação às peças avulsas de revisão.

A montadora oferece ainda duas outras linhas de peças: Alliance Truck Parts, com 353 itens de peças de reposição não genuínas para veículos de todas as marcas, e Renov, linha de componentes remanufaturados produzidos exclusivamente com peças genuínas, com custos que podem chegar a até 40% do preço de uma peça nova, com a mesma garantia de 12 meses sem limite de quilometragem.

Na opinião de Roberto Leoncini, a linha de remanufaturados está cada vez mais consolidada no mercado de reposição como um todo, e acompanha a tendência mundial do uso consciente dos recursos naturais porque gera menor impacto ambiental em comparação à manufatura de uma nova peça.

O executivo destaca que a central de logística de peças da Mercedes-Benz em Campinas (SP) é um pilar importante na estratégia de serviços da montadora. É a maior central de distribuição que a Mercedes tem fora da Alemanha, são 80 mil m2 de área de estocagem com um estoque atual em torno de dez milhões de peças. São distribuídas cerca de três milhões de peças por mês, além dos estoques dos concessionários.

“Nos últimos três anos ampliamos o número de novos serviços, inovando, aumentando o portfólio de soluções para que o cliente ganhe mais dinheiro e para fidelizá-lo na Mercedes-Benz do Brasil. A Mercedes-Benz vai continuar ouvindo as estradas”, ressalta Leoncini.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta