Mercedes-Benz apresenta caminhões sem espelho retrovisor e com direção autônoma

actros mirrorcam

Os avanços conquistados em termos de transporte inteligente de carga, com uso de veículos autônomos, elétricos, conectados e movidos a combustíveis amigáveis ao meio ambiente marcam a 22ª edição da Fenatran (Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas), que termina nesta sexta-feira (18/10), em São Paulo.

A maior montadora de caminhões do país, a Mercedes-Benz, que já soma 22.477 unidades comercializadas de janeiro a setembro deste ano, desfilou no evento uma variedade de opções inovadoras para os clientes da marca, incluindo o Novo Actros com novas tecnologias embarcadas e MirrorCam, sem espelho retrovisor externo – substituído por câmeras digitais –; o Atego com direção autônoma;  e a nova geração da linha Sprinter.

Novo Actros com MirrorCam

mirrorcam

O Novo Actros, que chega ao mercado no início do próximo ano com novos recursos de conectividade e segurança, terá como opcional o MirrorCam, um sistema de retrovisores digitais em que duas pequenas câmeras substituem os espelhos externos convencionais. As imagens captadas são exibidas em duas telas de 15 polegadas no interior da cabine, uma do lado do motorista e outra do lado do passageiro. “As telas de alta definição oferecem visibilidade muito melhor do entorno do caminhão e da carreta, o que representa mais segurança para o motorista, para o veículo, para a carga, para o tráfego e para os pedestres”, afirma Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina.

As câmeras dão ao motorista melhor ângulo de visão para as manobras; ele pode ver nas telas linhas que marcam a distância do caminhão em relação a outros veículos e essa distância pode ser configurada previamente, segundo a preferência do condutor. E durante os momentos de descanso, mesmo com cortinas fechadas, o motorista pode acionar o sistema para verificar imagens captadas pelas câmeras no entorno do veículo, sem precisar sair da cabine. A câmera digital Full HD tem luminosidade regulável para dar melhor visibilidade em túneis, por exemplo, e possibilita visualizar uma área de até 250 metros.

E, se em algum momento, no meio de uma viagem, o MirrorCam inesperadamente apresentar algum tipo de problema, Edgar Bertini Ruas, gerente de marketing de produto da Mercedes-Benz do Brasil, afirma que o motorista pode ser atendido prontamente no serviço 0800, que sempre mantém um kit já pronto de retrovisores convencionais para substituição de emergência no local onde o veículo estiver parado. Com essa troca, o veículo pode seguir viagem e depois ir até uma concessionária para checar o que precisa ser reparado no MirrorCam. Segundo Ruas, o MirrorCam custa, aproximadamente, 2% do valor do caminhão, dependendo do modelo. 

Ruas destaca dois ganhos importantes com a instalação do MirrorCam: maior segurança e economia de combustível. O sistema é considerado mais seguro porque a câmera permite marcar melhor o campo de visão do que o espelho e no momento da manobra a câmera acompanha sempre o fim do implemento, diferentemente do espelho fixo que geralmente vê o meio da carreta. E o sistema entrega economia de combustível porque as câmeras externas são pequenas e, por isso, têm arrasto aerodinâmico muito menor e refletem em um ganho em consumo de combustível de até 1%, dependendo da velocidade média.

Essa economia soma-se a outras características do Novo Actros que prometem entregar redução no consumo de combustível de até 12%. Além de mais econômico, o modelo quer ser também mais seguro, com tecnologias embarcadas como o ABA 5 de série, que freia automaticamente o caminhão quando identifica pedestres, veículos e obstáculos, móveis ou estáticos à sua frente.

“Nossa empresa tem como propósito mover o futuro do transporte deste ‘Brasilzão’”, declara Schiemer. “Praticamos visão de longo prazo, trazendo soluções que moverão o futuro. O Novo Actros é inovador, com sangue e alma brasileira. Meu chefe, Stefan Buchner, chefe mundial da Mercedes-Benz Trucks, atravessou o oceano para apresentarmos juntos esta nave espacial. Ele acompanhou o desenvolvimento desde o início do projeto e nós dois dirigimos o caminhão pelas estradas brasileiras para comprovar sua eficiência”, relatou o CEO durante o evento de lançamento na Fenatran.

Stefan Buchner destacou as inovações “revolucionárias” do novo caminhão da montadora e disse que a Mercedes-Benz está mais do que preparada para o crescimento de vendas do mercado brasileiro. “A tecnologia do MirrorCam vai elevar a segurança nas estradas a um novo patamar”, disse o executivo em sua apresentação na Fenatran.

“Entregamos o Actros com um investimento de R$ 1,4 bilhão e estamos nos preparando para lançar novas tecnologias no país futuramente. Apesar do mercado brasileiro ainda ser refém de uma crise aguda que causou grande ociosidade nas empresas, nós aproveitamos o momento, investimos e não desistimos do Brasil. Nós nos reinventamos, colocando o cliente no centro das atenções e continuamos acreditando no potencial do mercado doméstico. É possível, sim, termos vendas no mercado brasileiro bem acima de 100 mil unidades, como já registrado na última década. Porém, os dirigentes deste país também precisam se reinventar e fazer a sua parte. As reformas da previdência e tributária têm que sair do âmbito das discussões para se tornar realidade, a renovação da frota tem que acontecer, investimentos em infraestrutura têm que ser retomados, a economia brasileira tem que se manter em ritmo de crescimento mais forte e mais rápido do que estamos vendo até então. Esses são apenas alguns exemplos das urgências do Brasil para que a crise econômica que aconteceu de 2014 a 2017 não se repita e cause mais estragos para as empresas. Espero que tenhamos aprendido nossa lição. Temos que gerar crescimento sustentável e nós estamos fazendo a nossa parte”, discursou Schiemer. 

Primeiras vendas do Novo Actros

Apesar de só chegar ao mercado no início de 2020, as vendas do Novo Actros já começaram e durante a Fenatran a Mercedes apresentou seu primeiro cliente, a Fagundes Construção e Mineração, que também foi o primeiro comprador de caminhões Actros no Brasil. A empresa adquiriu cinco Actros com MirrorCam. “Desde o começo, o Actros foi o caminhão que resolveu os problemas que tínhamos na frota. Sempre alcançamos ótimos resultados com esse Mercedes-Benz em termos de consumo e robustez”, diz Fernando Fagundes, diretor da empresa. “Mas sempre nos impressionou muito a segurança, a qualidade e o conforto para os nossos motoristas, sendo que nós trabalhamos em ambientes muito severos, como mineração, obras de grande porte e construção pesada”. Os novos caminhões serão usados no transporte de cargas pesadas e em carretas basculantes.

Atego Autônomo

atego autônomo

Nesse clima de inovações tecnológicas que envolveu a Fenatran, a Mercedes aproveitou para montar uma experiência direta com seu caminhão com direção autônoma, o Atego 2730 6×4. O veículo é fruto de uma parceria entre a Mercedes-Benz e a Grunner, empresa de tecnologia para o campo e é indicado para operações confinadas de colheita e transbordo de cana picada. A direção autônoma é controlada por um sistema que inclui piloto automático, GPS e georreferenciamento, e o veículo pode ser utilizado durante 24 horas exclusivamente em trechos mapeados.

“Pela primeira vez, quebramos um tabu trazendo para dentro da Fenatran a demonstração de uma tecnologia autônoma. Isso porque nós somos a marca com a maior frota de caminhões com direção autônoma já em uso no Brasil. Atualmente, são 22 modelos Axor em operação nas usinas, trabalhando regularmente no período de safra”, destaca Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

De acordo com o executivo, o uso desse caminhão em substituição a tratores agiliza o processo de transbordo dentro das fazendas, com ganho de produtividade, economia de combustível e menor custo operacional para o abastecimento das usinas de açúcar e etanol. “Esse modelo é a combinação perfeita de resistência, baixo custo operacional e conforto para o motorista, que monitora, a todo momento, a ação autônoma de dentro da cabina e assume o comando do caminhão após o carregamento a fim de realizar o transbordo. Com ajustes de bitola, georreferenciamento e direção autônoma, os modelos Atego, que são equipados com câmbio automatizado, asseguram precisão na operação, evitando o pisoteio das linhas de plantio. Aliás, essa solução atende os principais tipos de espaçamentos de plantio na colheita da cana no Brasil”, diz Leoncini. A montadora também disponibiliza o Axor 3131 8×4 com direção autônoma.

A aposta no HVO

A Mercedes-Benz fez questão de aproveitar o evento também para reforçar sua aposta no HVO (Hydrotreated Vegetable Oil ou Óleo Vegetal Hidrotratado) como opção mais imediata para substituir o óleo diesel no transporte de cargas e passageiros, dentro das metas de redução da emissão de gás carbônico.

Camilo Adas, gerente sênior de desenvolvimento de produto da Mercedes-Benz do Brasil, destaca que o HVO tem a vantagem de poder ser misturado ao diesel sem restrições o que possibilita seu uso imediato, sem necessidade de alterações no veículo ou no motor, seja ele de qualquer modelo, do Euro 0 ao Euro 5. Também não requer adaptações na infraestrutura da garagem do frotista ou na logística de distribuição. “O Brasil é rico na oferta de produtos de origem vegetal e gordura animal, criando possibilidades para a produção de biocombustíveis como o HVO”.

Soluções variadas para reduzir emissões

A montadora alemã também deixou claro que quer manter as opções em aberto e o Grupo Daimler investe mundialmente no desenvolvimento de diferentes tecnologias alternativas ao uso do diesel fóssil, como células de combustível em modo experimental, veículos híbridos e elétricos, soluções estas que podem ser trazidas ao país. No caso do elétrico, já há iniciativas em andamento no país da Mercedes-Benz em parceria com a brasileira Eletra.

Nova Sprinter

nova sprinter

A Mercedes-Benz também abriu durante a Fenatran a comercialização da Nova Sprinter e anunciou a venda de 40 furgões para a Braspress. “Escolhemos a Nova Sprinter pela maneabilidade que estes veículos têm nas zonas urbanas”, afirma Urubatan Helou, diretor presidente da Braspress. Os 40 furgões foram adquiridos para ampliação e renovação de frota. São do modelo 314 CDI Street, que podem circular mesmo em áreas de restrição para veículos pesados nas regiões centrais de São Paulo. A entrega está prevista para o mês de novembro.

“Com sua agilidade e conforto de dirigibilidade, a Nova Sprinter é ideal para entregas rápidas nos centros urbanos, cada vez mais congestionados e complicados”, diz Jefferson Ferrarez, diretor de vendas e marketing vans da Mercedes-Benz do Brasil. O cockpit da nova linha é similar ao de um automóvel, o que representa melhor ergonomia, praticidade e bem-estar a bordo. O modelo tem inovações como direção elétrica e Keyless Start que dão mais conforto para o motorista.

Com o mote “Nova Sprinter. 100 % PRA VOCÊ!”, a nova versão aumentou a interação do motorista com o veículo e introduziu o sistema multimídia MBUX, com tela touch screen, espelhamento de aplicativos compatíveis do celular, operação mãos livres, entrada USB e câmera de ré na tela multimídia. Entre as tecnologias embarcadas, esse comercial leve agora é configurado com Assistente Ativo de Frenagem (ABA), Assistente de Fadiga e Assistente de Subida em Rampa.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta