14 de abril de 2024

MaaS como um indutor da mobilidade urbana por assinatura

mobilidade urbana por assinatura

O MaaS, mesmo não sendo a resposta definitiva para os problemas de mobilidade urbana, pode desempenhar um papel significativo na sustentabilidade do transporte nas grandes cidades e estimular o comportamento dos cidadãos.

O grande desafio que se impõe é convencer as pessoas a deixarem de usar seus automóveis. Uma mudança extrema de comportamento, improvável de acontecer. Porém a mobilidade urbana por assinatura, uma possibilidade encontrada no Maas, poderia induzir a substituição do automóvel por modos diferentes em alguns deslocamentos.

Idéias de compartilhamento e de intermodalidade têm muito espaço para crescer, e o MaaS pode ser uma ferramenta para incentivar as pessoas a isso.

Junto com a mobilidade urbana por assinatura, o MaaS também é uma ferramenta que pode destacar as emissões associadas a cada viagem. Pode-se, por exemplo, fornecer aos usuários a capacidade de classificar as viagens pelo menor número de emissões. Outros podem querer classificar as viagens por outros fatores, como o mais barato ou o mais rápido, mas o ponto principal é dar aos usuários a possibilidade de acessar e visualizar as viagens da maneira que quiserem, por meio de um serviço MaaS.

Quantos quilômetros você viajou? Quais modos você usou? Quanto tempo você gastou em cada modo? Que economia de emissões de carbono você fez? Depois que um sistema é configurado, você pode testar essas determinadas intervenções e ver se elas têm impacto.

No futuro, uma vez que se tenha as informações necessárias de todos os vários modos e uma vez que o usuário possa planejar, reservar e pagar por esses modos juntos, precisamos ver o que mais pode ser feito com o produto. Como podemos trazer recompensas e incentivos? Como podemos usá-los como uma ferramenta para alcançar objetivos políticos ou sociais, como redução de emissões e acesso a oportunidades?

Veja também: Mobilidade futura depende de inovação e tecnologia

O MaaS pode ajudar a mobilidade a se tornar mais dinâmica. Assim como plataformas de streaming por assinatura, onde podemos ouvir músicas ou assistir filmes, o transporte público e a modilidade urbana como um todo, com ajuda do MaaS, poderia conectar vários meios de deslocamentos urbanos.

Se pararmos para pensar, quando se carrega um cartão com um determinado número de passagens que dão direito a deslocamentos por ônibus, trem ou metrô, isso não deixa de ser uma espécie de assinatura. A ideia de conectá-lo entre todos os outros modos de transporte é fundamental e pode ser o próximo passo a ser dado.