Mais montadoras anunciam paralisações

paralisações

As paralisações na indústria automobilística, em razão do surto de coronavírus, continuam. Agora foi a vez da Caoa, Mitsubishi e Nissan anunciarem a paralisação de suas linhas de produção como prevenção contra a pandemia.

A fábrica da Caoa em Anápolis (GO) interrompeu sua produção nesta segunda-feira (23/03) sem prazo determinado para retorno de suas atividades. Já a planta da Caoa Chery , em Jacarei (SP),  também paralisou suas atividades, mas adotou layoff, suspendendo temporariamente os contratos de trabalho e a Hyundai,  em Piracicaba (SP), vai parar a partir da próxima quinta-feira (26/03)

A HPE Autos, em Catalão (GO), que produz os veículos Mitsubishi, parou na segunda-feira (23/03). A montadora informa que aproximadamente  1,9 mil trabalhadores entraram em férias coletivas por 60 dias. As equipes do escritório na cidade de São Paulo já fazem home office desde a sexta-feira, 20 de março.

A Nissan em Resende (RJ) inicia hoje (25/03) a paralisação de suas atividades, com retorno previsto para 22 de abril.

A Toyota já paralisou a produção de suas quatro fábricas no Brasil – São Bernardo do Campo (SP), Sorocaba (SP), Indaiatuba (SP) e Porto Feliz (SP) – ontem (24/03) com previsão de retorno no dia 5 de abril.

Fábrica 4.0 da Scania – paralisações

Já a Scania anunciou a paralisação de suas atividades por falta de peças. A montadora sueca irá interromper suas atividades a partir do dia 30 de março, com previsão de retorno para o dia 13 de abril.

Motos

As paralisações preventivas também se iniciam nas linhas produção de motos. A Honda anunciou que suas linhas de produção em Manaus (AM) serão suspensas a partir de 27 de março com retorno previsto para 20 de abril.

A Yamaha também decidiu interromper a produção em Manaus a partir do dia 31 de março, com retorno previsto em 20 de abril e a BMW inicia a paralisação de sua linha de produção de motos, também em Manaus, a partir do dia 30 deste mês, retomando suas atividades no dia 23 de abril.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta