23 de abril de 2024

A icônica Lambreta é relançada na versão elétrica

São poucos os que não reconhecerão a mítica Lambreta. Agora, seguindo a tendência do mercado de minimobilidade, a marca italiana aposta na tecnologia elétrica, com a Lambreta Elettra.

As scooters italianas foram um símbolo do país durante várias décadas, sendo ainda hoje um clássico, junto com a Vespa da Piaggio. No Brasil, as Lambretas foram um sucesso entre os jovens durante as décadas de 1950 e 1960.

Apresentada no EICMA 2023, o Salão de Motos de Milão, a Lambreta elétrica  mistura o aspecto vintage  com o futuro da eletromobilidade. Afinal, é uma scooter 100% elétrica e chega a uma velocidade máxima de 110 km/h.

lambreta elétrica

A Elettra tem um motor de 11 kW (15 cv) e esconde o motor e a bateria fixa na parte traseira, que pode ser acessada através de um sistema de botões.

A energia  (mantendo-se uma velocidade média de cerca de 40 quilômetros). Numa tomada convencional de 220V, a bateria se carrega em 5,5 horas, e com um carregamento rápido chega aos 80% em apenas 35 minutos.

Se você gosta de andar mais rápido, sua autonomia pode cair para cerca de 60 km, supondo uma velocidade regular contínua de 80 km/h. A autonomia no mundo real, se esses números estiverem próximos da exatidão, provavelmente estará em algum lugar entre os dois extremos do espectro.

Lambreta elétrica

Assim como em outros veículos elétricos, outros fatores também podem afetar sua autonomia. Apenas como alguns exemplos, um forte vento de cauda ou a passagem por trás de um caminhão grande pode aumentar o rendimento, enquanto um forte vento de frente e muitas subidas podem diminuir seu alcance.

A Lambreta elétrica possui 3 modos de condução (Eco, Ride e Sport), rodas de 12 polegadas, discos de travão em ambos os eixos e suspensão dedicada, para um peso total de 135 kg.

Apesar de ter sido apresentada em forma de conceito, foi assegurado que a Lambreta elétrica será comercializada.