James Delivery, na era da logística on demand

Pense em qualquer coisa que um aplicativo possa comprar e entregar onde você estiver. Comida, livros, temperos, remédios, roupas, perfumes, ração para cachorro, chuveiro, chuteira e bebidas, estes são alguns das centenas de pedidos que James Delivery atende.

Startup criada em Curitiba (PR) por quatro jovens estudantes, a empresa tem como objetivo unir pessoas que têm pouco tempo para comprar as coisas com outras que querem ganhar dinheiro comprando e entregando estes bens em minutos.

Via aplicativo, disponível nas plataformas Android e iOS, os usuários podem adquirir  tudo o que quiserem, de qualquer empreendimento comercial da cidade. Basta escolher o local, o produto e pedir. Após o pedido finalizado, um entregador (James) vai até a loja, realiza a compra e entrega onde o usuário solicitar.

 

 

“Já entregamos tudo o que você pode imaginar, de itens clássicos aos excêntricos: pizza, sanduíches, vinhos, churrasqueira portátil, a terceira temporada de GOT em DVD, Viagra e teste de gravidez “, conta Eduardo Petrelli, um dos fundadores da empresa, ao lado de Juliano Hauer, Lucas Ceschin e Ivo Roveda.

Para rentabilizar o negócio, o James Delivery cobra 10% acima do valor do produto nas compras realizadas. Já os entregadores recebem pela distância percorrida. Para viabilizar toda estrutura, a entrega mínima custa R$ 6,99. Além disso, a empresa acaba de lançar o delivery a R$1,99, categoria onde restaurantes selecionados oferecem o valor da entrega reduzido.

Cerca de 70% da frota da startup, que conta com 650 entregadores em Curitiba, é formada por bicicletas. Segundo o aplicativo, centenas de jovens, principalmente universitários, tem sido atraídos e existe até fila de espera.

Os entregadores também são avaliados em todas as entregas pelos próprios clientes. Isso faz com que o aplicativo aumente a segurança em todas as etapas do processo.

O James Delivery iniciou o sua expansão. Ainda no ano passado, abriu o aplicativo para testes em regiões das cidades de Balneário Camboriú (SC) e São Paulo (SP). Agora, em 2018, pretende fortalecer sua atuação nacional focando em outras grandes cidades.

“Queremos que o Brasil entenda a nossa proposta de valor. Os brasileiros estão acostumados com o tradicional delivery de restaurantes em que o motoboy sempre faz a entrega da mesma coisa. O James consegue entregar qualquer produto que possamos comprar na cidade e entregar de bike, carro ou moto “, comenta Juliano Hauer.

Comando de voz

O James Delivery acaba de lançar o “James Voice”, que permite a realização de qualquer pedido via comando de voz. “Isso facilita a vida de pessoas muito atarefadas, que tenham urgência em receber o produto, e principalmente pessoas com dificuldades motoras e visuais”, detalha Lucas.

A startup partiu do princípio de que a forma mais natural das pessoas se comunicarem é pela voz.  “O objetivo é tornar o ato de fazer um pedido tão simples quanto falar ao telefone com um amigo. Se antes você gastava alguns minutos, agora é possível fazê-lo em poucos segundos”, completa Lucas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta