Jaguar recria um clássico eletrificado

jaguar e-type elétrico

Na esteira do seu anúncio de eletrificar todo seu portfólio de veículos a partir de 2020, a Jaguar recriou uma lenda de forma, literalmente, eletrizante.

Considerado por Enzo Ferrari como o veículo mais bonito do mundo, o Jaguar E-Type acaba de ganhar uma nova vida. E para os puristas, que podem considerar um heresia eletrificar um clássico, a união do novo com o antigo, pelo menos neste protótipo, vai ser uma exceção à regra.

A equipe da Jaguar Land Rover Classic criou, a partir de um histórico modelo E-Type Roadster 1.5 de 1968, uma revolucionária versão elétrica do modelo capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 5,5 segundos.

Denominado E-Type Concept Zero, o protótipo tem como base uma unidade daquele que foi um dos modelos mais famosos da Jaguar, restaurada e modificada no Centro Jaguar Land Rover Classic Works.

Com um aspecto idêntico ao original e a mesma capacidade de manobra de um E-Type, este protótipo tem como propulsor um motor elétrico de 220 kW (299 cv) conjugado com uma bateria de íons de lítio de 40 kWh.

Utilizando alguns dos componentes e da tecnologia daquele que será o primeiro veículo 100% elétrico de produção em série da marca britânica, o E-Type Concept Zero tem autonomia real de 270 km e suas baterias podem ser carregadas em qualquer tomada doméstica e seu carregamento completo, dependendo da fonte de alimentação utilizada, será realizado entre seis e sete horas.

Para a Jaguar, o futuro da mobilidade já começou e traz na bagagem impactos enormes em todos os setores da economia e em todas as partes da sociedade. “Nós não estamos apenas nos preparando para o futuro, mas entregando-o”, disse Ralf Speth, CEO da Jaguar Land Rover durante evento da montadora, realizado semana passada em Londres.

Mais que um uma jogada de marketing, o mítico E-Type eletrificado mostra que o passado e o futuro podem conviver em harmonia ao unir o melhor dos dois mundos: um design clássico com zero emissões.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta