Iveco lança o Hi-Road no mercado nacional

hi-road

Com foco no segmento de caminhões pesados, que tem crescido impulsionado pelo desempenho econômico de setores como o agronegócio, a Iveco lançou o Hi-Road, um caminhão direcionado para operações de média e longas distâncias, disponibilizado nas versões 4×2, 6×2 e 6×4.

“Esse caminhão é o modelo adequado para o atual momento econômico, que pede um produto com baixo custo de operação, conforto para o motorista e a robustez que o segmento exige”, destaca Ricardo Barion, diretor de marketing e vendas da Iveco para a América Latina. “O segmento de pesados no Brasil representa 37% do mercado total de caminhões. O Hi-Road promove flexibilidade nas aplicações com diversas opções de tração, além de potências variadas e dois entre-eixos”, complementa.

O Hi-Road herdou as melhorias promovidas recentemente pela montadora na linha Hi-Way, que promete baixo custo operacional, com uma nova turbina, nova calibração, aumento de torque no motor e baixo peso de tara, o que contribui para a redução de custos com combustível. A cabine é totalmente nova e mais leve e o interior conta com itens para maior conforto como trio elétrico (vidro e trava elétrica, além do retrovisor aquecido e elétrico), banco High Comfort, ar-condicionado e climatizador, rádio com CD, MP3 e entrada USB, volante com comandos integrados, box térmico e cabine com suspensão pneumática – com quatro bolsas.

Os motores que impulsionam o Hi-Road são o Cursor 9 e 13, da FPT Industrial, com seis cilindros em linha. O Cursor 9 tem potência de 360 cv(4X2), e o Cursor 13 tem duas faixas de potência, 400 cv (4X2 e 6X2) e 440 cv(4X2, 6X2 e 6X4), com torque máximo de 2.250 Nm. A transmissão é automatizada de 16 velocidades à frente + duas marchas à ré, e o tanque de combustível tem capacidade, de série, para 900 litros.

“Agora, temos um caminhão que faz parte de um ‘novo momento’ para a Iveco, fruto do investimento de US$ 120 milhões no desenvolvimento de novos produtos, até 2019, e o aprimoramento dos serviços de venda e pós-venda, com a abertura de concessionárias, para aumentar a capilaridade da rede de forma estratégica e padronizar a qualidade dos serviços prestados aos consumidores”, informa Barion. A empresa afirma que até o final do ano terá 74 concessionárias no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta