Harley Davidson lança oficialmente sua e-moto na CES 2019

livewire

A Harley Davidson, exibiu, durante a CES (Consumer Electronic Show) 2019, que acontece em Las Vegas, EUA, até o dia 11/01, a LiveWire, sua e-moto além de divulgar sua e-bike e uma e-scooter, mostrando sua intenção de eletrificar sua linha de produtos.

A LiveWire  faz de 0-100 km/h em pouco mais de 3 segundos, tem uma autonomia próxima a 170 quilômetros e estará disponível em concessionárias dos Estados Unidos em agosto pelo preço sugerido de US $ 29.799 (cerca de R$ 110 mil).

A e-moto pode ser monitorada por um app, o H-D Connect, que permite aos pilotos acompanharem o status da carga da bateria remotamente através do smartphone além de possuir recursos como um sistema antifurto com GPS.

LiveWire Harley-Davidson

A fabricante de motocicletas de Milwaukee comprometeu-se a lançar sua primeira e-moto de produção no ano passado e abriu um centro de P & D baseado no Vale do Silício no final de 2018.

“A LiveWire representa o futuro da Harley-Davidson, trazendo propulsão elétrica de alto desempenho … e conectividade celular para o piloto de hoje”, disse HD em comunicado. Além da energia da bateria, a e-moto também difere da linha de combustão interna da empresa ao oferecer um trem de acionamento automático: sem embreagem sem engrenagens.

A e-moto está equipada com um carregador de nível 1 integrado que é ligado a uma tomada doméstica e também pode ser carregado por uma carga rápida de nível 3 DC. Em tempos de carga, o LiveWire obtém 21 quilômetros por cada hora de carregamento usando o Nível 1 e pode atingir 80% da capacidade de carga em 40 minutos no Nível 3.

A LiveWire também traz um som de assinatura – algo como uma marca registrada nas motocicletas da Harley – produzido pelo conjunto de engrenagens entre o motor e a correia de transmissão.

e-bike Harley-Davidson

A Harley também divulgou informações sobre dois novos modelos de duas rodas elétricas, parecidas com uma mountain bike e uma scooter, “que exploram ainda mais o potencial da mobilidade urbana”, disse a empresa.

“Estamos em uma conjuntura histórica na evolução da mobilidade… Nossa visão para o futuro é abrangente… para todas as idades”, disse o CEO da Davidson, Matt Levatich, nos lançamentos da LiveWire e e-concept.

Scooter Harley-Davidson

As novas vendas dos EUA caíram cerca de 50% desde 2008, com quedas acentuadas na participação de todos com menos de 40 anos, com exceção das mulheres – o único segmento em crescimento. De um modo geral, os fabricantes de motocicletas agora competem por um envelhecimento demográfico dos consumidores que estão envelhecendo e encolhendo e as e-motos poderiam ser uma maneira de mudar isso, trazendo ao segmento uma geração assumidamente tecnológica e sustentável.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta