Grupo Traton faz oferta de US $ 2,9 bilhões pela Navistar

Traton Navistar

O Grupo Traton lançou uma oferta para a compra da Navistar International, montadora de caminhões norte-americana. De acordo com a Reuters, a divisão de veículos comerciais da Volkswagen ofereceu US $ 35 por ação (cerca de US $ 2,9 bilhões pelo controle da Navistar). A montadora norte-americana, com sede em Chicago, apenas informou em comunicado que vai analisar a proposta.

A Volkswagen já detém, desde 2016, uma participação de quase 17% da Navistar International e sempre deixou claro seu interesse em comprar o restante da fabricante norte-americana.  As empresas mantém uma estreita colaboração no desenvolvimento de caminhões elétricos desde 2017.

Após o anuncio da Volkswagen, os papéis da Navistar tiveram uma alta de 50%, chegando a US $ 36 por ação.

Com forte presença na Europa e América Latina, o Grupo Traton pretende com esta oferta, se tornar relevante também no mercado americano e competir com as operações da Freightliner do grupo Daimler, da Paccar, dona da Peterbilt e Kenworth e com a Mack do Grupo Volvo.

A Navistar tem como maiores acionistas, o financista Carl Icahn, cujo fundo controla 16,9% das ações da Navistar. Icahn e dois outros fundos, o MHR Fund Management de Mark Rachesky e o Gabelli Funds, juntos, possuem 40% das ações da Navistar.

Antes da oferta de Traton, as ações da Navistar estavam em declínio, quase 17% desde o início de 2020. A fabricante de caminhões dos EUA havia dito aos investidores que esperava que a demanda geral da indústria por caminhões e ônibus escolares em seus principais mercados caísse 20%.

No Brasil, a Navistar é dona da MWM que fornece motores para a própria Volkswagen Caminhões e Ônibus e produziu até 2016, sem muito sucesso, os caminhões International modelos 9.800 e Durastar

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta