FutureTransport dispara audiência; Após SP, Nova York é a segunda em acessos

futuretransport

Idealizado há pouco mais de um ano, o FutureTransport apresenta crescente audiência não só no Brasil, mas em diversas regiões do mundo. O número de páginas visitadas saltou para cerca de 300 mil em março.

 

 

Desde que entrou oficialmente no ar em fevereiro de 2017, o número de leitores sobe mês a mês. Com assuntos de alto interesse de leitura, é comum a navegação em pelo menos cinco páginas.

Depois de São Paulo, a cidade de Nova York é segunda com o maior número de acessos. Em sétimo lugar, aparece a Califórnia, onde está o Vale do Silício, importante região de pesquisa desenvolvimento tecnológico.

Frequentemente, o portal é consultado por leitores representantes de empresas de mercados importantes, como a China e Coreia do Sul, sempre interessados em receber material informativo disparado diariamente por nossa equipe.

No Brasil, a audiência tem grande qualificação, com a visitação periódica de presidentes, diretores e gerentes de empresas não só do transporte e logística, como de também de setores interessados em tecnologia de ponta.

A maioria dos acessos acontece em desktop, revelando que as pessoas entram no portal dentro do seu ambiente de trabalho.

De olho nas novas tecnologias que revolucionam a cadeia da indústria automobilística, do transporte e da logística, o portal nasceu com a missão de acompanhar e dar amplo destaque a esse movimento contínuo de inovação.

Se um ano atrás a autonomia dos veículos parecia uma coisa distante, rapidamente se transforma numa realidade. Outro exemplo é a eletrificação dos veículos, que vem recebendo grandes aportes como principal fonte alternativa de energia.

A logística vem avançando rapidamente com soluções para acompanhar as demandas das novas gerações do futuro, onde drones, armazéns inteligentes e internet das coisas vão aproximar e facilitar a aquisição de produtos de consumo.

O número de leitores do FutureTransport já supera em muito o de muitos veículos da mídia tradicional segmentada, mas o portal sabe que ainda tem muito a avançar.

Mesmo diante das dificuldades do mercado nacional, pretende seguir inovando e atraindo cada vez mais novos leitores.

 

Conheça um pouco mais de nossos números e do público impactado pelo nosso conteúdo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta