17 de maio de 2022

Eve da Embraer já possui mais de 1.800 pedidos de eVTOLs

eve da embraer

A Eve Air Mobility, empresa de veículos aéreos para mobilidade urbana da Embraer, já soma 1.825 pedidos para seus eVtols (veículos elétricos de decolagem e pouso vertical) feitos por meio de cartas de intenção não vinculantes de 19 clientes. Os veículos têm previsão para começarem a operar a partir de 2026.

Desde sua apresentação, feita durante o Uber Elevate 2018, em Los Angeles (EUA), o eVtol da Embraer vem chamando a atenção de várias empresas que pretendem explorar as oportunidades que o veículo oferece para a mobilidade urbana aérea.

Segundo a Eve, há entre os clientes operadoras de asa fixa, operadoras de helicópteros, plataformas de compartilhamento e empresas de leasing, incluindo Azorra Aviation, Falko Regional Aircraft, Republic Airways, SkyWest e GlobalX.

Eve da Embraer

Com fluxo de encomendas calculado em aproximadamente US$ 5,2 bilhões, a estimativa é que o “carro voador” será responsável por cerca de 55% do faturamento da Eve em 2030.

Segundo Eduardo Couto, diretor financeiro da Eve, em declaração dada durante o Eve Investors Day, o preço de lista do veículo elétrico de decolagem e pouso vertical da companhia será de quase US$ 3 milhões.

No cronograma estão previstas 75 unidades em 2026, após liberação pelas autoridades reguladoras, e mais 1.117 em 2030.

A companhia também deverá ter, no segundo trimestre de 2022, ações negociadas na Bolsa de Nova Iorque por meio de uma combinação de negócios com a Zanite Acquisition.

O valor implícito da empresa é de aproximadamente US$ 2,4 bilhões e o valor patrimonial cerca de US$ 2,9 bilhões.

A Embraer manterá o controle da companhia com aproximadamente 82% das ações.

Eve da Embraer

A Eve também anunciou a conclusão do Conceito de Operações (CONOPS) para integração do espaço aéreo da Mobilidade Aérea Urbana (UAM) no Reino Unido.

O UK Air Mobility Consortium é composto por empresas globais com expertise que abrangem a indústria da aviação, incluindo o aeroporto de Heathrow, aeroporto da cidade de Londres, Skyports, Atech, Volocopter e Vertical Aerospace, e desenvolveu o projeto em parceria com o Centro de Inovação do Reino Unido da Autoridade de Aviação Civil (CAA) por meio de seu Regulatory Sandbox, um ambiente regulatório experimental.

O Regulatory Sandbox da CAA oferece às organizações ou consórcios a oportunidade de testar a viabilidade de suas soluções inovadoras, ao mesmo tempo em que ajuda o regulador a moldar futuras regulamentações de acordo com suas novas tecnologias e conceitos.

Em janeiro de 2021, o consórcio da Eve foi selecionado pela CAA para participar do Sandbox: Future Air Mobility Challenge que tem como objetivodesenvolver uma estrutura estratégica que definirá os projetos, procedimentos e infraestrutura do espaço aéreo de baixo nível para integrar com segurança novos tipos de operações de mobilidade aérea urbana em todo o Reino Unido.

Eve Air Mobility