Em apenas cinco meses Scania conecta dois mil veículos

serviços conectados

A Scania atingiu no Brasil uma marca histórica. Os Serviços Conectados, apresentados aos clientes em janeiro, já englobam 2 mil veículos ativados, em todas as regiões do país, segundo a empresa.

“A Scania conta com a experiência de mais de 250 mil veículos conectados em todo o mundo. Esse resultado comprova o quanto o transportador brasileiro ansiava por uma solução que supera a barreira da telemetria para tornar a gestão mais eficiente e rentável”, afirma Alex Barucco, responsável pelos Serviços Conectados da Scania no Brasil. “Nossa rede de concessionárias vem fazendo um trabalho impecável. É incansável o esforço em apresentar todos os benefícios revolucionários dos Serviços Conectados. Trata-se de uma parceria virtuosa com o cliente pautada em ações de melhorias, que contribuam na redução do custo por quilômetro rodado, no aumento da disponibilidade da frota e na diminuição das emissões de poluentes e CO2.”

De acordo com a Scania, os Serviços Conectados aumentam a rentabilidade da frota de modo progressivo por oferecer uma alternativa completa ao transportador com a disponibilização dos dados do veículo, uso inteligente dessas informações e apoio customizado prestado pela rede de concessionárias, conforme as demandas de negócios e logísticas do  cliente. O transportador tem acesso a muito mais dados do veículo para identificar diversos fatores, como estilo de condução do motorista, velocidade média, consumo de combustível e intervalos de manutenção.

Os dados são enviados por um módulo, chamado Scania Communicator, instalado no veículo. Os caminhões e ônibus produzidos desde maio de 2016 já foram equipados de série com este dispositivo. No entanto, os proprietários desses veículos devem procurar uma Casa Scania para que ele seja ativado e passe a enviar as informações. Para caminhões e ônibus fabricados a partir de 2012 e 2013, respectivamente, o módulo poderá ser facilmente instalado, por um valor competitivo, também em qualquer concessionária da marca. Para os produtos anteriores, o uso também é possível, mas dependerá de uma avaliação técnica e de viabilidade dos custos de adaptação.

O lançamento da Scania oferece ao mercado quatro ferramentas: Planejamento de Serviços, Diagnóstico Remoto, Relatório de Tendências e Portal de Gestão de Frotas, além do serviço do Gestor de Frota.

 Investimento

Para investir no novo serviço, estão disponíveis dois pacotes: Análise e Desempenho. O Análise não tem custo para o cliente e é válido por dez anos para os veículos que já tenham o módulo Communicator instalado e ativado. Com ele, tanto o cliente quanto a Casa Scania terão uma visão geral da frota conectada por meio de relatórios semanais e mensais, com dados operacionais recebidos por e-mail de forma automática. O transportador terá acesso ao Portal de Gestão de Frotas para a funcionalidade de planejamento de serviços, que possibilita utilizar as informações de uso do veículo para planejar antecipadamente as paradas para manutenção. Por último, o veículo poderá enviar o diagnóstico remoto de falhas para o Scania Assistance e também para qualquer uma das Casas Scania. Caso haja algum problema na viagem, o cliente terá um atendimento mais rápido e assertivo.

O pacote Desempenho tem uma assinatura mensal com um valor muito competitivo. Ele incorpora os benefícios do Análise e permite a leitura e a identificação de dados de operação de uma forma muito mais detalhada, tanto para informações operacionais dos veículos quanto individualmente por motorista. O cliente e a rede de concessionárias Scania podem determinar com exatidão quais são os pontos que precisam de atenção, e, eventualmente, correção no estilo de condução de um motorista. O serviço é tão avançado que pode até mesmo indicar se um condutor precisa ser treinado ou reorientado em pontos específicos, como para redução de consumo de combustível utilizando a marcha lenta, ou ainda corrigir hábitos inadequados de condução em descidas, com a caixa de câmbio em neutro. Com este pacote é possível, de uma forma bastante simples e amigável, tomar medidas para a otimização dos custos com combustível, aumento da disponibilidade de frota e diminuição dos gastos com manutenção corretiva.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta