Drones facilitam a entrega de medicamentos no combate à Covid-19

drones covid

No auge da pandemia do Coronavírus na China, autoridades do país investiram em soluções tecnológicas para contornar os desafios impostos pelo surto. Entre elas, destaca-se a utilização de drones para o transporte de insumos médicos e coleta de exames para detecção de Covid em áreas com alto risco de contaminação. A iniciativa se mostrou positiva: além de contribuir para o isolamento social, a solução reduziu significativamente o tempo de entrega de suprimentos.

drones covid

Mesmo antes da pandemia, já se realizavam projetos de entregas feitas por drones em diversos países, embora pontuais e aplicados conforme a regulamentação de cada país. Em Nápoles, na Itália, a ENAC (Autoridade de Ação Civil Italiana) e o Hospital Monaldi se uniram para testar um sistema de delivery para entregas de materiais médicos a uma distância de até 5km.

O projeto, realizado em novembro do ano passado, utilizou o modelo DJI Matrice 210 V2, com uma caixa acoplada para o transporte de medicamentos, amostras de sangue e itens como cotonetes para a auto coleta de saliva. Replicar uma ação como essa no cenário atual pode colaborar para diminuir a exposição dos profissionais da saúde ao vírus e também diminuir o tempo de entrega em até doze vezes (se realizado dentro do raio de 5 km, conforme a experiência italiana).

Segundo levantamento do jornal El Universal, as pessoas passam em média 45 dias no trânsito, por ano, na Cidade do México. Diante disso, os drones ajudaram a aliviar o transporte de materiais médicos para casos de emergência. A Sincronia Logistica – empresa focada na distribuição de medicamentos – apostou no modelo Matrice 200 Series V2 adaptado para a entrega de insumos para casos emergenciais. O Hospital ISSTE Bicentenario, um dos maiores do país, foi a primeira instituição de saúde a participar da ação e conseguiu reduzir em até 80% o tempo de entrega.

Na República Dominicana, existem inúmeras comunidades isoladas, que enfrentam grandes dificuldades para ter acesso a tratamento médico, em especial aquelas localizadas em áreas montanhosas, onde o transporte para os centros é longo e caro. Os hospitais dessas áreas mais remotas geralmente enfrentam problemas de infraestrutura e abastecimento. Lá, duas empresas locais, a WeRobotics – organização sem fins lucrativos focada em soluções tecnológicas para o desenvolvimento humano – e a DR Drone Innovation Center lançaram o programa Flying Labs, para atender as comunidades El Coco e Los Montacitos, ambas localizadas a mais de 10 km de hospitais.

O Flying Labs utilizou o drone DJI Matrice 600 Pro para entregar caixas que suportavam até 6 quilos. Os drones transportaram medicamentos para as comunidades e amostras de sangue dos pacientes para o hospital. Entre junho e julho de 2019, foram realizados 101 voos.

O futuro do delivery de medicamentos

Segundo levantamento realizado pela Unmanned Airspace, 45 países implementaram – ou estudam implementar – drones para o serviço de entrega. Na pesquisa, foram identificados mais de 20 projetos em andamento focados no delivery de medicamentos. A tendência é que, em poucos anos, tal prática se torne comum em mais países. Em tempos da pandemia pelo Covid, projetos com drones podem servir de exemplo e alternativa para as autoridades e instituições de saúde em todo o mundo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta