Cummins adquire empresa fabricante de células de hidrogênio

A Cummins anunciou a aquisição da Hydrogenics Corporation, fabricante canadense de células de combustível. A empresa irá adquirir todas as ações da desenvolvedora e fabricante de tecnologia de célula de combustível e hidrogênio do Canadá, com exceção das ações adquiridas pela Air Liquide na Hydrogenics no início deste ano. A Cummins pagará US $ 15 por ação, equivalente a US $ 290 milhões em valor para o acionista.

Com sede em Mississauga, Ontário, Canadá, a Hydrogenics é fornecedora global de membranas de troca de prótons e sistemas alcalinos de hidrogênio para processos industriais e postos de abastecimento, células de hidrogênio para veículos elétricos, como ônibus urbanos, frotas comerciais, veículos utilitários e empilhadeiras elétricas e instalações de célula de combustível de tamanho utilitário para usinas de energia elétrica autônomas, energia crítica e sistemas de fornecimento ininterrupto de energia.

A Cummins, conhecida por seus motores a diesel, já fez várias aquisições no campo de veículos movidos a eletricidade. Depois de apresentar o protótipo de um caminhão elétrico em 2017 e de participar do projeto do ônibus elétrico Gillig, que se utiliza de um trem de força elétrico da Cummins, a empresa adquiriu, em fevereiro de 2018, o negócio de sistemas de baterias automotivas da Johnson Matthey no Reino Unido, especializado em sistemas de baterias automotivas de alta voltagem para veículos elétricos e híbridos.

cummins células de hidrogênio
Ônibus N’yu’ti pode viajar mais de 300 quilômetros com 38 kg de hidrogênio comprimido

A Cummins também participa de um projeto de ecossistema de hidrogênio da Costa Rica patrocinando um ônibus de célula de combustível a hidrogênio. A fase 1 do projeto demonstrou a viabilidade técnica, com a fase 2 destinada a demonstrar a viabilidade financeira através da comparação de um trem de força elétrica Cummins e um motor elétrico de célula de combustível em dois ônibus.

O projeto de demonstração é um ônibus chamado N’yu’ti, que pode viajar mais de 300 quilômetros com 38 kg de hidrogênio comprimido.

Agora, com a aquisição da Hydrogenics, a Cummins dá mais um passo em direção às tecnologias de emissão zero.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta