Clima de otimismo para os negócios da Volvo no país

“Vivemos agora um momento de otimismo, depois de termos passado por uma crise enorme no Brasil, em 2015/16. Em fevereiro deste ano, em nossa coletiva de imprensa prevíamos que o mercado brasileiro de caminhões acima de 16 toneladas cresceria 30% e agora, até setembro, já estamos apurando 45% de crescimento no mercado. O Brasil voltou a ocupar a segunda posição como maior mercado da Volvo no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, o que reforça sua importância estratégica para a Volvo”. A declaração é de Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina, feita há duas semanas, durante a Fenatran (Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas).

Wilson Lirmann, "clima de otimismo da Volvo".

Para reforçar esse clima de otimismo da Volvo na retomada do mercado, a montadora trouxe ao Brasil um grupo de executivos de seu board internacional para participar desse evento bienal, que é considerado o maior do segmento de transporte rodoviário de cargas do país. “Temos visto crescimento do mercado, investimentos, aumento de market share e maiores ações para preservar o meio ambiente, a segurança e a qualidade. Estamos otimistas, é ótimo estar na Fenatran”, declarou Martin Lundsteedt, presidente e CEO do grupo Volvo.

A empresa fez questão de reforçar que manteve seu programa de investimentos e US$ 2 bilhões por ano em desenvolvimento de recursos e novas tecnologias para segurança, eficiência, veículos autônomos e eletromobilidade.

Entre os destaques apresentados no evento, a Volvo mostrou sua linha de caminhões com a nova tecnologia de Aceleração Inteligente, recurso que possibilita ao icônico modelo FH ser até 10% mais econômico. Novos algoritmos foram introduzidos para identificar a necessidade real de torque e potência de acordo com a topografia do trajeto e a carga de cada veículo, com controle mais preciso da injeção de combustível de forma a reduzir o consumo. Uma combinação de novo software de motor, novos componentes internos e o uso de um lubrificante mais avançado promete baixar os custos operacionais da linha 2020 dos caminhões Volvo modelos FH, FM e FMX.

A versão 2020 do Volvo VM foi exposta com novidades na cabine que aumentam o conforto para o motorista e elevam a produtividade da operação. As alterações, que aproximam ainda mais o design do VM ao do FH, incluem uma nova frente, com um novo para-choque tripartido, para facilitar a substituição em pequenos reparos.

Os chamados caminhões vocacionais FMX e VM 32 toneladas, igualmente equipados com a tecnologia de Aceleração Inteligente, também estavam no estande da montadora. O FMX é indicado para aplicações de transporte pesado em condições severas, direcionado para mineração, construção e para os segmentos florestal e canavieiro. O VM 32 toneladas atende aos segmentos que precisam de veículos com capacidade de carga intermediária e adequada para aplicações onde a intensidade e a severidade não exigem caminhões de maior potência.

Serviços Conectados

Nestes tempos em que a conectividade possibilita ganhos expressivos em termos de eficiência e menores custos, a Volvo reforçou sua marca atingida de 1 milhão de caminhões, ônibus e equipamentos de construção conectados em todo o mundo. Somente na América Latina, chega a 80 mil o número de veículos comerciais da marca conectados. “As soluções conectadas permitem que os caminhões, ônibus e equipamentos de construção de nossos clientes fiquem mais tempo em operação, com mais segurança para os motoristas e operadores e também para os outros usuários das ruas e estradas, com menos emissões de dióxido de carbono. O primeiro milhão de dispositivos conectados é apenas o começo. Estamos comprometidos em manter nossa liderança em conectividade”, afirmou Martin Lundstedt.

Entre os serviços conectados que a marca oferece estão a Manutenção Inteligente Volvo e a Gestão de Combustível, criadas para baixar os custos do transporte e diminuir o número de paradas não planejadas dos caminhões. A Manutenção Inteligente é um serviço de monitoramento, planejamento e agendamento de manutenções preventivas.

O sistema Volvo Connect combina todos os serviços conectados e digitais utilizados pelos clientes de caminhões Volvo em uma interface única, permitindo que a operação dos veículos seja mais simples no dia a dia. “A conectividade está transformando o setor de transportes. A partir dos dados coletados podemos trazer valor para nossos clientes e para a sociedade como um todo, tornando o transporte mais produtivo, mais sustentável e mais seguro”, comentou Anna Westerberg, vice-presidente sênior de soluções conectadas do Grupo Volvo.

Líder de vendas

O caminhão mais procurado pelos clientes da Volvo na Fenatran 2019 foi o FH 540 cv 6×4, justamente o modelo mais vendido no Brasil entre todas as marcas em 2018 e no acumulado do ano até setembro. A empresa também bateu recordes de vendas de planos de manutenção, de seguros e de consórcio. Atualmente, sete em cada dez caminhões vendidos pela marca tem algum tipo de plano de manutenção. O principal e mais completo é o Ouro, que cobre todas as manutenções preventivas e corretivas do veículo durante o período contratado. O cliente só precisa se preocupar com a troca de pneus, o motorista e o combustível.

O otimismo da Volvo se justifica com as estimativas de encerrar a Fenatran 2019 com mais de R$ 1 bilhão em negócios, somando-se a venda de caminhões, planos de manutenção e serviços financeiros, como seguros e consórcio. “Esperamos atingir mais um recorde de vendas, com o maior volume de negócios já alcançado pela Volvo em toda a história da Fenatran”, declarou Wilson Lirmann. 

“Além de um importante momento para poder lançar novos produtos e serviços e apresentar as novas tecnologias de transporte, a Fenatran sempre foi um evento de negócios para a Volvo. E nesse ano sentimos um otimismo ainda maior dos clientes, que estão vendo sinais positivos no mercado de transportes e decidiram investir para renovar suas frotas”, disse Alcides Cavalcanti, diretor comercial de caminhões da Volvo no Brasil.

Iron Knight

Uma das atrações no estande da Volvo foi a presença do caminhão considerado o mais veloz do mundo, o Iron Knight (Cavaleiro de Ferro). Detentor de dois recordes mundiais (de 0 a 500 metros e de 0 a 1.000 metros), o Iron Knight tem motor de 2.400 cavalos, torque de 6.000 Nm e foi produzido para demonstrar a capacidade da Volvo de extrair desempenho excepcional de seus caminhões.

A empresa também mostrou um FH da série especial em comemoração aos 40 anos da Volvo no Brasil. Inspirado no primeiro caminhão produzido pela marca no país, em 1980, o modelo é uma edição limitada de 40 veículos com uma configuração única, equipado com o que há de mais avançado em tecnologias de transporte. “É um veículo especial, com uma configuração única, equipado com o que há de mais avançado em tecnologias de transporte”, diz Alcides Cavalcanti. Pintado na cor White Sky e com faixas laterais inspiradas no N10, primeiro caminhão da marca fabricado no País, o FH 40 Anos é um modelo Top Class, reunindo o que há de melhor em atributos de conforto, performance, comunicação e segurança.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta