Saiba como a conectividade está moldando as cidades do futuro

C-V2X

Você está ao volante e sabe, antecipadamente, que um pedestre está prestes a atravessar a rua e que um veículo, há 100 metros de distância, freou inesperadamente. Sabe também que o semáforo, três quadras à sua frente, parou de funcionar, mas, otimizando sua velocidade, poderá atravessar o cruzamento e, se alterar sua rota, encontrará uma vaga de estacionamento. 

Tecnologias como a C-V2X (Cellular Vehicle-to-Everything) – sistema de comunicação de veículos –, estão tornando realidade estes e outros possíveis cenários graças à conectividade e a IoT, a internet-das-coisas.

C-V2X

O C-V2X, desenvolvido especialmente para o setor de transportes, se aplica tanto aos veículos conectados inteligentes como à condução autônoma e tem vários componentes de comunicação, incluindo comunicações de veículo para veículo (V2V), veículo para infra-estrutura (V2I), veículo para pedestre (V2P) e veículo para rede (V2N).

Esse sistema multifacetado permitirá que os carros façam uso de redes de celulares para conversar com outros veículos, com a infraestrutura – como semáforos e vagas de estacionamento –, pedestres que carregam smartphones e datacenters.

Para por à prova esta tecnologia, uma das cidades mais conectadas do mundo, Wuxi, na província de Jiangsu, na China, iniciou um projeto realizado em três etapas, com duração até 2020.

A área de experimentação C-V2X de Wuxi é um dos principais projetos-piloto apoiados pelo Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China, pelo Ministério da Segurança Pública da China e pelo Governo da Província de Jiangsu. Essa zona abrange uma área urbana de 170 km2, com 226 cruzamentos, mais de 600 bases de comunicação, mais de 100 mil usuários e 13 cenários diferentes e inclui estações ferroviárias e aeroportos.

A China pretende tornar Wuxi uma cidade pioneira e espera ampliar essa tecnologia para outros municípios no futuro.

O projeto também conta com o apoio da Academia Chinesa de Tecnologia da Informação e Comunicações, da China Mobile, da Huawei, da Tian An Net e de diversos fabricantes, incluindo a PSA, Audi, Ford, VW e Volvo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta