BYD vende 15 ônibus elétricos para a maior operadora de Madrid

BYD em Madrid

O principal operador de transporte público de Madrid, a EMT Madrid, fechou acordo para aquisição de 15 ônibus elétricos de 12 metros da BYD.    

O acordo com a maior provedora de transporte público de toda a Espanha pode ser a porta de entrada da BYD para participar da eletrificação de uma frota de 2.050 ônibus operados pela EMT Madrid.

Da frota total administrada pela EMT Madrid, quase 83% dos veículos são híbridos ou movidos a combustíveis alternativos, sendo que quase 64% deste total são ônibus movidos a gás. Os elétricos correspondem a apenas 2% deste total, número que pode subir significativamente nos próximos anos.

Os novos ônibus elétricos de 12 metros da BYD chegarão à Espanha no início de 2020 e servirão para substituir os atuais veículos movidos a combustão que operam hoje na capital nacional.

A BYD vem fazendo significativos avanços na Espanha com encomendas de ônibus elétricos em importantes cidades com Barcelona, Valencia e Badajoz, cidade que recebeu o 50.000° ônibus da montadora chinesa.

Portugal também está participando deste processo de eletrificação do transporte público. A cidade de Coimbra deverá receber na próxima semana oito ônibus elétricos BYD. Estas entregas são importantes pois não são mais projetos pilotos. A grande maioria das novas encomendas da BYD estão servindo como substitutas diretas dos veículos movidos por motores a combustão existentes nestas frotas.

A substituição gradual dos veículos movidos a combustíveis fósseis pelos ônibus de propulsão elétrica esta diretamente ligada à preocupação das grandes metrópoles em reduzir as emissões ao longo das rotas de trânsito, ao mesmo tempo em que a eletrificação oferece o potencial de reduzir os custos operacionais ao longo da vida dos novos veículos. Outro fator que pesa nesse processo de mudança da matriz energética e que os novos veículos são mais silenciosos, confortáveis, mais suaves e contribuem para uma maior independência energética.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta