Brasília recebe projeto piloto de carsharing

VEM DF

Nesta segunda-feira (07), ocorreu o lançamento do projeto VEM DF (Veículo para Eletromobilidade), em cerimônia realizada no Palácio do Buriti, sede do governo distrital, em Brasília. O VEM DF é um projeto piloto desenvolvido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) em parceria com o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) e o Governo do Distrito Federal (GDF). O projeto é pioneiro no uso compartilhado de veículos elétricos para frotas públicas e disponibilizará 16 Renault Twizy em formato de carsharing para uso pelos servidores públicos.

VEM DF

Para o início do projeto, o VEM DF terá uma rota restrita à Esplanada dos Ministérios e sedes dos órgãos da administração do Distrito Federal. Dois carros já estão habilitados para o para fazer o transporte de servidores, e até o final do ano, os demais carros receberão a instalação do software para serem integrados à frota.

O aplicativo escolhido para fazer a gestão do projeto será o Mobi-e, desenvolvido pelo PTI e já utilizado em um programa de compartilhamento de veículos interno da Itaipu, que envolve também o Renault Twizy. O Mobi-e permite reservar os veículos disponíveis, acompanhar sua localização, monitorar a velocidade, a carga de bateria, as rotas percorridas, além de outras informações. O desbloqueio dos carros ocorre por meio dos cartões dos funcionários cadastrados no sistema.

Para garantir o carregamento dos veículos, serão instalados por todo o Distrito Federal 35 eletropostos (pontos de recarga) fabricados pela WEG. Os eletropostos serão gratuitos e de uso coletivo, ou seja, poderão ser utilizados por qualquer carro elétrico, de qualquer montadora. A iniciativa visa a incentivar o uso desse tipo de veículo pela população em geral.  O investimento da ABDI nos carros e eletropostos é de R$ 2,1 milhões.

“O objetivo da ABDI é divulgar soluções e promover o investimento em eletromobilidade, que é um dos alicerces estratégicos das cidades inteligentes”, afirma Igor Calvet, presidente da ABDI.

“Os veículos elétricos são uma tendência mundial, e ter estações de recarga adequadas para todas as necessidades será indispensável nesse novo cenário”, enfatiza o diretor-superintendente da WEG Automação, Manfred Peter Johann.

Os veículos da Renault serão cedidos ao governo distrital em forma de comodato, com cláusulas sobre operação, manutenção, taxas e seguros. Brasília tem vantagens para o uso de carros elétricos: o relevo predominantemente plano, que reduz o consumo de bateria, a temperatura favorável e a tensão de 220 volts, dispensando adaptações para a instalação dos eletropostos.

Para a Renault, é um grande privilégio participar do lançamento deste importante projeto. O VEM DF certamente será referência em eletromobilidade no Brasil”, afirma Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Em princípio, o VEM DF terá uma rota restrita à Esplanada dos Ministérios e sedes dos órgãos da administração do DF. Os veículos elétricos têm autonomia de até 100 Km e velocidade de até 80 Km/h.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta