BMW X1 atinge marca de 10 mil unidades exportadas de Araquari

BMW X1

A fábrica do BMW Group em Araquari (SC) atingiu a marca de 10 mil unidades do modelo BMW X1 produzidas para exportação.  O BMW X1 começou a ser exportado a partir de abril de 2016 aos países do NAFTA (Acordo de Livre Comércio da América do Norte) com o objetivo de atender ao aumento na demanda global pelo modelo. A versão do BMW X1 que vem sendo produzida para o exterior é a xDrive 28i, que traz motor de quatro cilindros, 2.0 litros, movido a gasolina, e capaz de entregar 240 cavalos de potência e 350 Nm de torque máximo.

“Estamos muito orgulhosos em atingir esse resultado. Demonstramos que o Brasil tem plena capacidade para produzir com eficiência e qualidade global os veículos premium do BMW Group tanto para o mercado interno quanto para outros países”, comentou Carsten Stöcker, vice-presidente sênior da fábrica do BMW Group em Araquari.

Atualmente, além do BMW X1, o complexo fabril de Araquari é responsável pela produção das gerações atuais do BMW Série 3, do BMW X3 e do BMW X4 para o mercado brasileiro. A fábrica de Araquari é uma das mais modernas do BMW Group e recebeu 256 milhões de euros (cerca de R$ 930 milhões) em investimentos, montante aplicado desde a sua fundação. Erguida em um espaço de 1,5 milhão de metros quadrados – dos quais 500 mil m² de área pavimentada –, a infraestrutura local contempla atividades de montagem, carroceria e soldagem, sistemas de pintura e logística, além de prédios administrativos e auxiliares.

No mês passado a montadora iniciou no país testes envolvendo o novo BMW Série 1 sedan, em que serão avaliadas tecnologias de assistência de condução, monitoramento de informações de trânsito em tempo real, realidade aumentada e captação de informações por meio de antenas.

Os ensaios técnicos serão realizados por especialistas da empresa no Brasil que integram o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento do BMW Group, distribuídos entre São Paulo e Santa Catarina. O modelo em teste não será vendido no Brasil.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta