Baidu faz parceria com Ford, Bosch e outras empresas por condução autônoma

A Baidu, o principal motor de busca na internet da China e o segundo maior do mundo, anunciou uma ampla aliança para promover carros autônomos, colocando seu programa de condução autônoma Apollo para competir com os sistemas Waymo e Alphabet, na esperança de ter seus veículos nas estradas da China até 2019 e eventualmente em outros mercados, incluindo os Estados Unidos.

 

 

O programa Apollo (inspirado na missão dos EUA para a Lua) também inclui cinco das principais universidades da China e acordos com o governo local. O COO da Baidu, Qi Lu, chamou a plataforma de “Android da indústria de condução autônoma, mas mais aberto e poderoso“, e pretende fornecer aos desenvolvedores ferramentas, incluindo dados, APIs, código-fonte aberto e até hardware de referência para ajudá-los a trazer produtos de condução autônoma para o mercado. O objetivo é abrir gradualmente o Apollo aos desenvolvedores. Ainda este mês eles terão acesso a tecnologias de direção para áreas específicas e restritas. No final de 2020,a Baidu espera oferecer uma plataforma que possa lidar com a condução autônoma total em estradas e rodovias urbanas.

A aliança conta com 50 empresas, entre elas estão a Nvidia, especializada em microprocessadores e inteligência artificial, e a especialista em mapeamento TomTom.

Ford Motor, Delphi Automotive e Intel, além da Bosch, Continental Automotive e a ZF também fazem parte da aliança.

A Baidu, como uma empresa de Internet com negócios semelhantes aos da Google, parece acreditar que o acesso a imensos volumes de dados gerados pela plataforma, bem como os serviços que poderão ser oferecidos através dela, é mais vantajoso do que a tecnologia dos carros.É uma abordagem interessante, e que pode ser uma estratégia vencedora, especialmente em um mercado maçico como o chinês.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta