Antonio Megale, o grande da Anfavea

Antonio Megale

Homem de vasta bagagem na indústria automobilística brasileira e atualmente no corpo da Volkswagen, Antonio Megale conclui com brilhantismo seu mandato de três anos à frente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Ele será substituído em abril por Luiz Carlos Moraes, diretor de comunicação e relações institucionais da Mercedes-Benz do Brasil, mas ficará marcado por uma atuação objetiva e com resultados à frente da organização que representa os fabricantes de veículos.

Durante a reunião de Anfavea desta quarta-feira (06/02), Megale disse que a direção da Anfavea foi seu maior desafio profissional. Não é para menos: durante este período, Megale viu o mercado desabar no Brasil numa crise sem precedentes. Passou por três presidentes da República, com políticas econômicas totalmente antagônicas entre eles.

Coube a Megale, neste período, comandar o programa Rota 2030, que prevê uma nova onda de investimentos, pesquisa e desenvolvimento em troca de incentivos fiscais para os fabricantes. O executivo lembrou que foram mais de 130 reuniões em Brasília para tentar convencer o governo federal a aprovar o programa.

Num mundo em que a indústria automobilística passa por profundas mudanças, Megale trabalhou muito para que o Brasil não ficasse totalmente fora do desenvolvimento das tecnologias que vão mudar a relação na mobilidade humana.

Para ele, o Brasil tem que se desenvolver a partir do álcool, sua maior vantagem competitiva. “Se não tivermos uma base de pesquisa e desenvolvimento local, ninguém se importará com o que acontece aqui, e ficaremos de fora da nova era tecnológica”, chegou a repetir mais de uma vez.

Com o trabalho em vias de conclusão, Megale se credencia entre executivos que viveram grandes momentos na direção da indústria automobilística, setor que mantém importante destaque na economia brasileira.

Para cada emprego direto criado na indústria, outros 10 são gerados na cadeia do setor. O automóvel é uma fonte importantíssima de renda também para a União os governos estaduais e municipais, na forma de ICMS e IPVA entre outros impostos.

No rol de presidentes da Anfavea, Megale será lembrando com destaque por seus serviços prestados e coerência profissional.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta